Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Fernando, o jornalista

Tenho por Fernando Ulrich a admiração devida às pessoas que chamam os bois pelos nomes. Uma qualidade rara no meio empresarial português. Não há aqui espaço para lembrar exemplos dessa coragem.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Tenho por Fernando Ulrich a admiração devida às pessoas que chamam os bois pelos nomes. Uma qualidade rara no meio empresarial português. Não há aqui espaço para lembrar exemplos dessa coragem.

Recordo apenas as críticas à estratégia de participações da CGD: uma pedrada no charco! Mas uma coisa é ser frontal a atacar estratégias, políticas... Outra é deixar resvalar a crítica para o plano pessoal. Não por ter dito que Teixeira Pinto tem muita "lata"... ou que é atrevido: "está na gestão bancária há menos de um ano" (e já quer comprar o BPI).

Isso é um elogio, num país onde só é pena não haver mais atrevidos. Mas pelo tom utilizado e por tecer considerações sobre a capacidade profissional de Teixeira Pinto, ao dizer que os administradores do La Caixa, Itáu e Dresdner têm um currículo "que não sei se o dr. Teixeira Pinto alguma vez vai ter".

Isidro Casas, Roberto Setúbal e Herbert Walter (administradores do BPI ) não precisam que os defendam desta forma. O que levará Ulrich a reagir desta maneira? O receio de que os accionistas "core" do BPI vendam as suas acções se o BCP subir o preço? Não sei. Mas ao ouvi-lo falar assim, acredito que poderá regressar ao jornalismo, se ficar sem emprego no BPI. Bastará deixar os ataques pessoais de lado. Garra tem.

Outras Notícias