Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Frankfurt... amente correcto

Na União Europeia, a estabilidade monetária (inflação baixa) é um valor sagrado. Percebe-se porquê: os alemães saíram tão arruinados da hiperinflação provocada por duas guerras que elevaram esse princípio a valor constitucional.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

E influenciaram a Constituição Europeia (versão Maastricht) e o Pacto de Estabilidade e Crescimento, o seu apêndice. Para atingir esse objectivo, a Comissão (e o BCE) obrigam os países da União a seguirem uma política fiscal saudável: défices orçamentais baixos.

O problema é saber como se baixa o défice: subindo impostos ou reduzindo despesa? A primeira hipótese tem sido a escolha dos Governos europeus (Portugal incluído). Eleitoralismo oblige... Em entrevista ao «DN», o presidente do BCE diz que é preferível a redução da despesa. Mas lembra que é «pura aritmética». E diz mais: que «as políticas fiscais saudáveis não estão a afectar o crescimento mas a estimulá-lo». Tenho dúvidas. A sua ideia é válida só até ao ponto em que a fiscalidade (que é, de facto, apropriação de riqueza pelo Estado) não afecta as decisões das empresas. Esse limite (42% do PIB em Portugal), já foi atingido. Pena que Trichet tenha optado por ser Frankfurt... amente correcto.

Ver comentários
Outras Notícias