Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Camilo Lourenço
Camilo Lourenço 20 de fevereiro de 2018 às 21:30

Fundos e descentralização são mais importantes do que pensões?

Rio deu a mão ao Governo para acordos de regime. Costa salivou e colocou dois bombons na mesa: descentralização e fundos/obras públicas.

Combinado não sairia melhor: até parece que um já sabia o que o outro ia propor, tal a prontidão da resposta... Os fundos são importantes? Sim, mas não são caso de vida ou morte. A descentralizaç

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais
A sua opinião21
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Sr. Camilo precisa de‘’muito tempo''para entender 21.02.2018

Boa Noite;
O Sr. Camilo precisa de‘’muito tempo''para entender o que cada vez é mais óbvio para a maioria dos Portugueses. Entende? LOL
Um dos factores fundamentais da confiança que se devolveu à sociedade portuguesa foi quem vive da pensão e do salário saber que a pensão e o salário a pagamento são sagrados e não podem ser cortados.A"Segurança Social é sustentável"e o exemplo,é que "este ano, pela primeira vez",o Orçamento do Estado não teve necessidade de subsidiá-la.
Quanto ás reformas ditas estruturais que o PSD/CDS defendem para a S. Social,já foram testados no passado, chama-se ''ALDRABICE'' e''CORTES CEGOS''.Felizmente já TODOS revertidos
Sobre descentralização?Ainda ontem na sua hilariante cronica, mencionava as reformas estruturais.Ora a descentralização é uma reforma estrutural.
Portugal dificilmente dará"um salto significativo"no desenvolvimento enquanto continuar a ser um dos países mais centralizados da Europa e onde as autarquias"menos participam na receita do Estado".

comentários mais recentes
Sr. Camilo precisa de‘’muito tempo''para entender 21.02.2018

Boa Noite;
O Sr. Camilo precisa de‘’muito tempo''para entender o que cada vez é mais óbvio para a maioria dos Portugueses. Entende? LOL
Um dos factores fundamentais da confiança que se devolveu à sociedade portuguesa foi quem vive da pensão e do salário saber que a pensão e o salário a pagamento são sagrados e não podem ser cortados.A"Segurança Social é sustentável"e o exemplo,é que "este ano, pela primeira vez",o Orçamento do Estado não teve necessidade de subsidiá-la.
Quanto ás reformas ditas estruturais que o PSD/CDS defendem para a S. Social,já foram testados no passado, chama-se ''ALDRABICE'' e''CORTES CEGOS''.Felizmente já TODOS revertidos
Sobre descentralização?Ainda ontem na sua hilariante cronica, mencionava as reformas estruturais.Ora a descentralização é uma reforma estrutural.
Portugal dificilmente dará"um salto significativo"no desenvolvimento enquanto continuar a ser um dos países mais centralizados da Europa e onde as autarquias"menos participam na receita do Estado".

COMUNISTA PAFIENTO, VAI TRABALHAR SEU MALANDRO 21.02.2018

CAMALEÃO DA PAFAS ECONOMISTA2000- OH HOMEM, DIZ LÁ AO CAMILO PARA ELE NÃO SE ESQUECER DE, NO PRÓXIMO PANFLETO, MALHAR, DIRETA OU INDIRETAMENTE, NOS SOCIALISTAS.VÁ LÁ QUE ELE PODE-SE ESQUECER E ISTO ERA UMA TRAGÉDIA!

Desanimado 21.02.2018

Pois é camilo, a propósito de Durão Barroso, é assim que se fazem cartéis em Portugal por exemplo nos combustíveis, reúnem-se todos a beber uma bejeca, combinam os preços dos combustíveis e depois claro que os preços são todos iguais (basta ir nas autoestradas), mas não há provas, porque como é óbvio foram apenas beber uma bejeca. E é claro bebem bejecas todas as semanas. Convém pois, estar de olho no senhor com quem Durão reuniu não vá a bejeca ter-lhe caído mal.

Economista2000 21.02.2018


Irrelevante.
Entretanto, a pressão financeira continua a aumentar de forma intensamente suave e irá continuar a orientar novas ""cernelhadas"" intensamente suaves.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub