Jorge de Sá
Jorge de Sá 14 de março de 2018 às 20:30

Luto na economia social

Jens Nilsson, deputado sueco do Parlamento Europeu e co-presidente do Intergrupo da Economia Social, faleceu na passada terça-feira, aos 69 anos.

Os 79 deputados do Parlamento Europeu que formam o Intergrupo da Economia Social já prestaram a sua homenagem a Jens Nilsson e enviaram as suas sinceras condolências à sua família física.

 

Mas a família espiritual de Jens Nilsson tem uma dimensão que atinge as organizações da economia social mundial que ele sempre defendeu e por cuja promoção se bateu permanentemente.

 

Efetivamente, Jens Nilsson foi um promotor incansável da economia social, primeiro como presidente do conselho do município de Östersund (Suécia), depois como fundador e presidente da Rede Europeia de Cidades e Regiões para a Economia Social (REVES), mais recentemente, como membro do Parlamento Europeu e co-presidente do seu Intergrupo da Economia Social.

 

A partir da sua eleição em maio de 2014 para o Parlamento Europeu, Jens Nilsson desempenhou um papel fundamental para obter o restabelecimento do Intergrupo da Economia Social deste Parlamento, ao mesmo tempo que apoiou de forma continuada e persistente as diferentes presidências do conselho da União Europeia quando estas incluíam a economia social entre as suas prioridades.

 

Mais recentemente, este apoio de Jens Nilsson foi particularmente visível durante a presidência luxemburguesa do conselho, em que foram adotadas as conclusões sobre a promoção da economia social enquanto motor de desenvolvimento económico e social na Europa.

 

Ao mesmo tempo que Jens Nilsson esteve sempre disponível para colaborar em prol da economia social com a Comissão Europeia, com o Comité Económico e Social Europeu, com o Comité das Regiões ou com a REVES, também são muitas as organizações representativas da economia social que receberam de Jens Nilsson o seu apoio sincero e desinteressado em torno dos valores de solidariedade e de democracia que caracterizam a economia social.

 

Conheci há bastantes anos Jens Nilsson em Bruxelas, que, tal como foi para mim, também foi para ele uma cidade acolhedora de trabalho e de muitos encontros. Mais recentemente visitou-nos em Lisboa, onde participou, no verão de 2015, na conferência internacional de investigação em economia social que o Centro Internacional de Investigação em Economia Pública e Social (CIRIEC) organiza de dois em dois anos.

 

Chegado a Lisboa, ainda no aeroporto, as suas palavras foram para perguntar por alguns dos seus muitos amigos portugueses, com quem conviveu e trabalhou para o desenvolvimento desta economia de pessoas para pessoas constituída pelas cooperativas, mutualidades, fundações e associações que formam as diferentes famílias da economia social mundial.

 

Jens Nilsson faleceu, mas as suas ideias e a sua visão de uma Europa mais justa, mais inclusiva e mais fraterna permanecerão vivas, nomeadamente entre todas aquelas e aqueles que com ele conviveram e que dele receberam o seu ânimo intenso e a força tranquila com que soube sempre promover os ideais da economia social.

 

A Aliança Cooperativa Internacional e o dia 8 de março

 

Na celebração do Dia Internacional da Mulher, o Comité Igualdade de Género da ACI emitiu uma declaração, onde se pode ler que "as cooperativas têm a tarefa de melhorar a capacitação das mulheres, colaborando com a sociedade civil e apoiando a voz das suas ativistas nos processos de sensibilização social e de formulação de políticas. (...) Quando milhões de mulheres se unem, milhões de histórias tornam visíveis situações que se afastam da igualdade de género; milhões de rostos mostram ao mundo a sua subestimação, e milhões podem atuar para transformar realidades preocupantes, como a violência e o assédio sexual."

 

Edição especial da revista jurídica do CIRIEC Espanha

 

A revista "CIRIEC - España, revista jurídica de economía social y cooperativa" publicará, este ano, uma edição monográfica sobre "A contribuição do direito à inovação social e ao emprego na economia social", com artigos em língua espanhola, portuguesa ou inglesa.

 

Podem ser enviadas propostas de artigos sobre esta temática, indicando autor, título e breve resumo, até ao próximo dia 31 de maio, na secretaria da revista, ammb@uv.es. Posteriormente, os artigos relativos às propostas aceites deverão ser remetidos antes de 10 de setembro, com o objetivo de serem avaliados e eventualmente publicados.

 

Presidente do CIRIEC Portugal e vice-presidente do CIRIEC Internacional

 

Artigo em conformidade com o novo Acordo Ortográfico

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub