Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Marco António Oliveira marcoantmoliveira@gmail.com 10 de Dezembro de 2009 às 11:00

Mau Momento no PSI20

O PSI20 atravessa um mau momento e, talvez não muito surpreendentemente, em destaque neste movimento de baixa está o BCP...

  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
O PSI20 atravessa um mau momento e, talvez não muito surpreendentemente, em destaque neste movimento de baixa está o BCP...

A fraqueza relativa do PSI20 ao longo das últimas semanas, apesar dos restantes índices terem interrompido o ciclo de máximos relativos de momento, não deixa contudo de ser perfeitamente evidente. Por cá, o índice vai retraindo claramente com o BCP a funcionar qual locomotiva durante esta quebra.
O título quebrou mesmo o seu suporte técnico nos 0.86 euros com um volume bastante razoável para um dia de feriado, volume esse que acabou por duplicar na sessão seguinte desta quarta-feira.

Não bastasse o peso relevante do BCP no índice, cronicamente um peso-pesado, toda a Banca está a corrigir - embora mais discretamente - e muitos outros títulos foram contagiados pelo ciclo de baixa, com raras excepções como a Jerónimo Martins ou a Portugal Telecom, das poucas cotadas que se vão segurando junto dos seus máximos.

No entanto, apesar da queda generalizada, é o BCP o primeiro e único até ao momento a quebrar um suporte técnico relevante.
Este pequeno vendaval vai ocorrendo com os índices europeus em claro regime de lateralização que se prolonga há várias semana e com o S&P colado nos 1115 pontos, que entretanto se tornaram claramente numa resistência no índice. Nota: as análises apresentadas constituem artigos de opinião do autor, não devendo ser entendidos como recomendações de compra e venda ou aconselhamento financeiro.





























O BCP está em grande destaque no actual movimento de baixa tendo sido a primeira cotada no nosso mercado a quebrar um suporte técnico relevante.



























Contrastando pela negativa com os restantes índices, o PSI20 encontra-se agora em tendência de baixa no curto-prazo.




























Apesar de interrompido o ciclo de máximos relativos, neste momento apenas se poderá identificar um regime lateral nos principais índices europeus.





























Ao longo das últimas semanas, os 1115 pontos revelaram-se um muro intransponível, tornando-se agora uma resistência técnica evidente..

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias