Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Nem tudo é mau na bolsa portuguesa

Apesar do Inferno que a bolsa viveu nos últimos 10 meses, há sempre tesouros escondidos que teimam em brilhar no meio das chamas.

  • Partilhar artigo
  • ...

 

Os últimos 10 meses não têm sido fáceis para a bolsa portuguesa. O principal índice português caiu cerca de 40%, muitas acções sofreram perdas superiores a essas e o BES evaporou-se. Apesar destes tempos difíceis, há acções que teimam em manter-se como estrelas brilhantes e que têm conseguido contrariar esta tendência de queda.


Altri, CTT, EDP, EDP Renováveis, NOS, Portucel e Semapa são acções que se mantêm em "Bull Market" apesar dos estragos que o escândalo GES e PT produziram na bolsa portuguesa. Por ter sido alvo de uma correcção na passada semana e se encontrar numa importante zona, escolhi a EDP Renováveis para uma breve análise técnica.


O "Bull Market" da EDP Renováveis já dura há 2 anos e meio. Desde aí, discretamente, sem euforias nem pontos de exclamações dos analistas, a acção mais do que duplicou o seu valor em bolsa. Ao longo deste período, foi dando sucessivos sinais de força, quebrando sucessivas resistências, tendo em meados do mês passado parado a sua ascensão na zona de resistência entre os 6, 2 e os 6,25 euros.


Essa primeira aproximação à zona de resistência fez com que, na passada semana, a cotação tenha corrigido e se aproximado da sua zona de suporte (antiga resistência quebrada) entre os 5,7 e os 5,8 euros. Dizem os clássicos e sábios manuais de análise técnica que um "reteste" à resistência quebrada é uma boa oportunidade de entrada, pois é a possibilidade de entrar no comboio em andamento, possibilitando a colocação do "stop" relativamente perto caso a acção continue a cair.


Apesar do Inferno que a bolsa portuguesa viveu nos últimos 10 meses, há sempre tesouros escondidos que teimam em brilhar no meio das chamas. Basta não fechar os olhos quando o fumo da maior parte das acções em chamas torna o ar quase irrespirável. 

Comente aqui o artigo de Ulisses Pereira

 

 

Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com

 

Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias