Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

O dia em que Cunhal bateu palmas a Marcelo

A consulta do decreto do estado de emergência permite perceber alguns disparates presidenciais. Um deles é a “possibilidade de intervenção na limitação de preços de certos produtos e serviços, como o gás de garrafa ou as entregas ao domicílio, a fim de evitar especulação”.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 21
  • ...

Outro é a possibilidade de adotar “medidas de controlo de preços e combate à especulação ou açambarcamento de determinados produtos e materiais”.

As medidas são um disparate (nuns casos) e um retrocesso civilizacional (noutros). O açambarcamento de produtos, por exemplo, já é coberto pela lei e o seu combate está entregue à ASAE.

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias