João Quadros
João Quadros 06 de junho de 2014 às 09:23

O "habituem-se" não faz o monge

A crise estalou. De um lado, o líder da oposição que se queixa de ser atacado por um membro do partido. Do outro, o Governo que diz estar a ser "sabotado" pelo Tribunal Constitucional.

A crise estalou. De um lado, o líder da oposição que se queixa de ser atacado por um membro do partido. Do outro, o Governo que diz estar a ser "sabotado" pelo Tribunal Constitucional. De ambos os lados, uma enorme dificuldade em conviver com as regras democráticas. Como diria o outro: a democracia é o pior de todos os regimes com excepção de todos os outros - habituem-se.


A confusão é tão grande que já começo a baralhar os assuntos: ia jurar que a direcção do PS tinha pedido uma aclaração aos apoiantes de António Costa e que Passos Coelho tinha proposto umas primárias para escolher os juízes do TC. Segundo Passos e Seguro, são o TC e o AC que estão a pôr em causa as grandes vitórias conseguidas nos três últimos anos. Seguro está a um passo de dizer: "Atenção que os mercados não apreciam estas mudanças de liderança, na oposição, a meio de mandatos". Passos dá a entender que o TC quer ficar, ilegitimamente, com o lugar dele. Seguro, que era frontalmente contra as directas, agora clama por elas e já quase põe a hipótese de sortear um Audi (o do Zorrinho, que ele vai para Bruxelas) entre os simpatizantes do PS que forem votar. O Governo, que sempre teve declarações nebulosas, contraditórias e incompreensíveis, vem agora pedir a aclaração do acórdão do TC. Se eu estivesse no lugar do Tribunal Constitucional, contratava o Gaspar para ler o acórdão naquele tom que ele usou para nos explicar o ajustamento.


Como seria de esperar, as declarações públicas também não ajudam a melhorar o ambiente, nomeadamente quando as partes optam pelos insultos. Vejamos. Zorrinho insulta o partido e compara o PS dos Costitas a uma casa dos Segredos. Julgava que o Zorrinho só via a RTP2. Para o pequeno Zorro, Costa pontapeou Tó Zé porque ele "fala, fala, fala, mas não o vejo a fazer nada". Mas o recém-eleito deputado europeu podia ter comparado o PS ao novo "reality" da SIC - "O Poder do Amor" - porque há quem mexa e remexa em fezes para ficar na casa. No fundo, Zorrinho tem esperança de que também vença o Zé Maria das galinhas. Mas, seguindo o raciocínio do deputado europeu do PS, temo que, a seguir, o Seguro vá gravar um CD! Vamos ver Seguro & Kussondulola no YouTube. Do outro lado, Passos acusa o TC de fazer política, o que é, talvez, o maior insulto dos nossos dias.


A situação está complicada. Tanto num caso, como no outro, estamos perante a tartaruga de pernas para o ar: muito espernear para não sair do lugar. Não é uma batalha fácil. Não é errado afirmar que tanto o TC como o AC são mais populares que os seus oponentes. Se António Costa não fosse convocado ou se o Joaquim Sousa Ribeiro estivesse de baixa com uma tendinite no tendão rotuliano, os portugueses perdiam toda a esperança.

 

 

 

 

TOP 5
Aclarações

 

 1  "Governo pede ao TC uma aclaração do acórdão" - Passos escreve ao IKEA para que lhe expliquem como se monta a cama. Que pena o Governo não ter pedido todos estes esclarecimentos técnicos quando quis vender os Miró.


 2  "Marco António Costa acusa TC de querer voltar ao passado" - Sócrates, chateado com TC e AC por lhe tirarem o papel de mau da fita, quer primárias para definição do culpado de todos os males.


 3  Passos diz que a troika suspendeu o pagamento da última tranche do resgate - é montar outra vez o relógio do Portas.


 4  "Ulrich chocado que juízes decidam economia do País" - vá: aguenta, aguenta.


 5  "O pedido de aclaração que o Governo enviou à Presidente da Assembleia da República não tem qualquer base legal à luz do novo Código" - os protestos do Governo invadiram a escadaria da Assembleia, foram por ali dentro e ninguém fez nada. Onde é que anda a GNR?!

 

 

pub

Marketing Automation certified by E-GOI