Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Bruno Bobone 01 de Setembro de 2005 às 14:24

O país ardeu!!!

Durante todo o Verão fomos ouvindo e lendo na Comunicação Social que os incêndios tudo levaram e que pouco ou nada restou. Infelizmente, e uma vez mais, os jornalistas não nos trouxeram uma imagem verdadeira daquilo que realmente aconteceu este Verão em P

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Durante todo o Verão fomos ouvindo e lendo na Comunicação Social que os incêndios tudo levaram e que pouco ou nada restou. Infelizmente, e uma vez mais, os jornalistas não nos trouxeram uma imagem verdadeira daquilo que realmente aconteceu este Verão em Portugal.

Não foi uma catástrofe. Foi o culminar de um trabalho intenso de má governação protagonizada por uma classe política que apenas se esforça por se auto agredir à direita e à esquerda sobre os males que assolam este país, em vez de trabalhar seriamente no sentido de os resolver.

Mas foi também o resultado de uma indiferença, cada vez maior, que se tem vindo a tornar na característica mais típica do povo português.

É preciso dizer alto e bom som:

A culpa dops incêndios e dos desastres que nos assolam é nossa!

Há poucos dias foi-me dado como um exemplo de excelência o caso de uma região na qual os populares se tinham organizado para fazerem vigilância, garantindo a prevenção dos incêndios. Mal estamos nós quando não defendemos aquilo que nos pertence.

É claro que nos compete a todos trabalhar em conjunto para que não nos aconteçam desgraças. Estranho é que consideremos uma excepção ou mesmo um comportamento quase heróico.

Todos nos lembramos, não há muito tempo, de ver os nossos concidadãos a varrer e a lavar a zona pública em frente às suas casas e das suas lojas.

Hoje todos achamos que isso é um papel do Estado e da sociedade em que nos enquadramos.

Só que nos esquecemos de que o Estado somos todos nós e de que a sociedade só existe em função do que criamos para ela.

É tempo de assumirmos as nossas responsabilidades para com esta sociedade em que vivemos e queremos viver. De assumirmos o nosso papel na colaboração para que essa sociedade viva melhor, seja a detectar incêndios, seja a limpar as nossas ruas, seja ainda a assumir que ser governo é servir a população e não servir-se da população.

É tempo de compreender que só todos juntos podemos levar esta sociedade para melhor.

Vamos dar em vez de pedir!

Vamos ceder em vez de exigir!

Vamos ser Homens e não materiais!

Mais artigos de Opinião
Ver mais
Outras Notícias