Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Camilo Lourenço camilolourenco@gmail.com 02 de Junho de 2014 às 20:38

O que devia preocupar PS e PSD

A decisão do Tribunal Constitucional é uma vitória de Pirro do PS e do seu líder.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 141
  • ...

 

Parece contraditório (foi o PS que questionou a constitucionalidade do corte de despesa), mas não é: Seguro bem tentou surfar a onda do "chumbo", mas o ruído da contestação à sua liderança eclipsou tudo. Apesar da postura assumida (ar grave, ao jeito "nós bem avisámos"), a decisão devia ser motivo de preocupação, e não de alegria, para Seguro. Porque hoje foi uma contrariedade para o governo PSD-CDS, amanhã será a vez de um governo PS. É que os cortes de despesa não terminam em 2015…

 

Compreende-se que o líder do PS aplauda agora o Constitucional, tendo em conta que não pode não dar espaço a António Costa (que já disse ser contra o Tratado Orçamental). Mas Seguro tem de pensar a médio prazo, porque o acórdão do Constitucional não deixa dúvida: os princípios da igualdade e da confiança sobrepõem-se à emergência financeira. O mesmo é dizer que cortes, só se for aqueles que fazem cócegas à despesa.

 

Equilíbrio orçamental? Sim, mas com aumento de impostos… Ou seja, um primeiro-ministro do PS irá contar com a mesma dureza com que o Constitucional trata agora este governo. E como não se sabe muito bem qual a orientação da jurisprudência do Tribunal (ver declaração de voto da juíza Maria Lúcia Amaral), das duas uma: ou PSD e CDS se juntam para, com maioria de 2/3, ultrapassarem as negas do Constitucional; ou é melhor pensarem numa profunda revisão da Constituição. Porque não é crível que a Troika mantenha a paciência que tem tido até agora. Veja-se a irritação revelada ontem pela Comissão Europeia... 

 

Jornalista de economia

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias