Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Raul Vaz 17 de Março de 2006 às 13:59

O trabalho de Marques Mendes

No meio da febre bolsista e do começo de Cavaco, o PSD reúne-se em congresso. Nunca como agora o partido pareceu tão abúlico, tão longe do poder. É verdade que, pela primeira vez, se confronta com uma maioria absoluta socialista - facto que não pode ser m

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Mas atenção: o que o PSD vive é consequência natural de uma doença prolongada que – como Pacheco Pereira lembra – começou precisamente com Cavaco. O que de menos mau aconteceu a seguir – incluindo o regresso ao poder – , foi fruto das dificuldades ou da inépcia de outros e não de um necessário trabalho de regeneração. É essa a tarefa hercúlea de Marques Mendes. Que começou nas autárquicas e terá de prosseguir neste congresso com a semente para uma futura equipa directiva de reconhecida valia técnica e política – uma equipa de mérito. É esse o desafio inerente às discussões sobre estatutos e prazos para as directas. Sem esse trabalho, Mendes poderá resistir até ao fim, mas dificilmente alcançará o seu fim: reconquista das elites, de uma juventude formada e exigente, do eleitorado urbano que votou Sócrates. Se não o conseguir, aqueles que agora desmentem o «cerco», serão os primeiros a cobrar o benefício de dúvida. Nem que, para isso, Cristo tenha de voltar a descer à terra.
Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias