João Quadros
João Quadros 05 de fevereiro de 2016 às 09:45

Os ex da TINA

No momento em que escrevo esta crónica, as notícias e as fontes asseguram que os técnicos da Comissão Europeia já deram luz verde ao Orçamento do Estado 2016.
Sim. Esse mesmo, o Orçamento que ia ser chumbado pela CE porque não há alternativa: a TINA. Na verdade, entre a TINA e "o da Joana" vai um mundo. Querem ver que já podem circular geringonças na UE?

Há muita gente que já devia ter aprendido a não achincalhar antes de tempo. Gozar com as esperanças alheias é um "hobby giro", mas só resulta quando não é feito antes de tempo. Andaram 15 dias a gargalhar da possibilidade de haver um pacto PS/BE/PCP e foi o que se viu. Depois, a anedota era Cavaco aceitar um Governo daqueles. Agora, para os mesmos comentadores, a bambochata total era o Costa andar a convencer a CE a aceitar um "Orçamento de esquerda" em vez de ir lá assinar o que eles mandam sem discutir. Um mau-olhado desta gente enche-nos de saúde.

Confesso que também estou admirado. No fundo, António Costa conseguiu inscrever um cigano ateu nos Salesianos. Teve 11 na prova de acesso, e gamou um globo terrestre, mas entrou. Alguém sabe se Costa tem um curso de hipnotismo? Isso podia explicar quase tudo.

Não esperava tanta "flexibilidade da CE". Talvez o facto de não ter lá a ministra das Finanças - e o PM de Portugal - a pedir mão forte com os incumpridores possa ter ajudado. Se calhar, metade da exigência era nossa. Éramos os do além da troika e a CE sentia-se tentada a ser mais radical para não ficar mal vista. Ainda agora, lendo tudo o que disse a oposição nestes dias, é justo dizer que, depois de além da troika, foram o além da CE.

O carimbo da Europa no Orçamento de 2016 já provocou mexidas no PSD - "não vão mais papos de anjos para a Comissão Europeia!" O PSD estava dividido entre dar razão a Pacheco Pereira ou fazer figas para correr mal e ficar por aí. Como é hábito, Marco António adiantou-se. Espero que o Marco António Costa tenha festejado o chumbo da CE com a mesma garrafa de espumante da noite das eleições legislativas.

No CDS, o não chumbo do OE pela CE faz mossa, mas não muita. Cristas está fechada a fazer metáforas - "o melão azul... ponte sem dentes... chuva no bananal, raios". Mas, para o CDS, a situação é mais fácil. Portas foi conversar com o Junker e disse que correu tudo bem e, no dia seguinte, quando surgiram notícias do acordo com a CE, o CDS anunciou que chumba o OE. O CDS é o partido das "esganiçadas" e chumba tudo o que vem de Bruxelas. Seja o Banif ou um Orçamento aprovado pela CE.

O CDS chumba o Orçamento que ainda não conhece (Portas tinha criticado Costa por isso) porque, cito o deputado Magalhães, é "contra o aumento de impostos para a classe média", mas não queria restituir a taxa extraordinária. Resumindo, o CDS vota contra o Orçamento porque o OE tira um bocadito da parte que eles não queriam dar. "Há fronteiras que o CDS não ultrapassa! Gasolina cara, era só o que faltava!"

Querem um conselho? Vão atestar a Espanha antes que venha lá a "geringonça" deles.

TOP 5 De patriotas 1. Governo volta a aumentar ISP - aqueles Audi do sorteio da factura ainda gastam bem, não é? Fixe.

2. Imagem peregrina de N.S. de Fátima chega quinta-feira a Lisboa - na volta, esteve na Síria. Cuidado com isso!

3. Venda do Novo Banco de Cabo Verde a José Veiga deve ser anulada - Calma, Não se precipitem. Paga em cigarros.

4. Rei de Espanha encarrega Pedro Sánchez de formar Governo - Eia, ainda vão no terceiro episó-dio da primeira série.

5. Acordo com a CE vai provocar aumento nos combustíveis - Rangel vai ter de gastar uma fortuna a imolar-se pelo fogo.

Marketing Automation certified by E-GOI