Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Ulisses Pereira ulissespereira@hotmail.com 28 de Março de 2016 às 09:57

Os mercados e os nossos dias

Investir é mais difícil do que qualquer desporto. Em nenhum desporto, se começa logo a defrontar os melhores jogadores do mundo.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Quem começa a interessar-se pelos mercados financeiros, tem a sensação que são um mundo à parte, cheio de "glamour" e com uma dimensão muito pouco terrena. No entanto, os meus mais de 20 anos dedicados a eles, levam-me a achar os mercados cada vez mais parecidos com a nossa vida quotidiana.

Hoje deixo aqui algumas reflexões não apenas sobre o "trading" como sobre a vida em geral. Filosófico demais? Talvez. Não deixo é de achar que, cada vez mais, aquilo que é decisivo no sucesso nos mercados tem paralelismo com o que nos faz feliz no nosso dia-a-dia:

• A diversificação é tão importante na Bolsa como na vida. Actividades não relacionadas fazem com que seja bem mais fácil lidar com os maus momentos quando algo corre mal.

Investir é mais difícil do que qualquer desporto. Em nenhum desporto, os iniciantes começam logo a defrontar os melhores jogadores do mundo.

• Esperança primeiro, desespero depois - este costuma ser o protótipo de um mau negócio em Bolsa.

• Com a volatilidade, surgem não apenas as oportunidades como também o perigo.

• Achar que o risco e a recompensa apenas são proporcionais nos mercados é ignorar a dinâmica da vida.

• "O sucesso é o ponto em que o talento e a perícia se encontram com a oportunidade". Um dia li esta frase num daqueles almanaques antigos e não mais me saiu da cabeça. l Nos mercados e na vida. Se jogas para não perder, acabas por nunca ganhar e por perderes muitas vezes.

• O vício ocorre quando o desejo de negociar é superior ao desejo de ganhar dinheiro.

• O sucesso, no mercado e na vida, está muito relacionado com o conhecimento que temos das nossas capacidades. Há que aproveitar quando sentimos que estamos com vantagem e deixar passar as oportunidades quando sentimos que elas não se encaixam naquilo que sabemos fazer melhor que os outros.

• A maior parte das más decisões, na vida e nos mercados, acontecem por excesso ou falta de confiança.

• Os investidores que têm mais medo de ficar entediados pela falta de acção do que das perdas, normalmente acabam por perder primeiro e ficarem entediados depois.

• Quem lê os meus artigos sabe que sou um acérrimo defensor dos "stop losses". Mas o que raramente escrevo é que não o defendo apenas para os mercados como para a vida em geral. Acredito que a felicidade pessoal depende muito da capacidade em cortar rapidamente as vivências infelizes e deixar correr aquilo que nos faz feliz.

• Na vida, como nos mercados, as probabilidades de sucesso estão claramente do lado daqueles que se preparam para tal acontecer.

• É fundamental conhecermos os mercados (e as pessoas) antes de nos casarmos com eles.



Nem Ulisses Pereira, nem os seus clientes, nem a DIF Brokers detêm posição sobre os activos analisados. Deve ser consultado o disclaimer integral aqui


Analista Dif Brokers
ulisses.pereira@difbroker.com

Receba por mail - Opinião


Ver comentários
Saber mais Ulisses Pereira discos pedidos banca Bolsa
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias