Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Fernando Sobral - Jornalista fsobral@negocios.pt 15 de Outubro de 2009 às 11:47

Os ministros-pantone

Fazer um Governo é um problema mas também pode ser a solução. José Sócrates não tem muitas alternativas: tudo passa por acordos no Parlamento. É a chamada política de frango assado: um dia, se não há cuidado, a carne está imprópria para...

Fazer um Governo é um problema mas também pode ser a solução. José Sócrates não tem muitas alternativas: tudo passa por acordos no Parlamento. É a chamada política de frango assado: um dia, se não há cuidado, a carne está imprópria para consumo. O problema é que o País necessita de um período de bom e honesto Governo. E espera-se que Sócrates tenha aprendido algumas lições com o seu primeiro ciclo governativo. O Governo não pode ser um carrinho de choques. Isso é agradável nas feiras populares mas não é saudável num Executivo que precisa de tornear a crise e de devolver alguma esperança aos portugueses. Sócrates mostrou que gosta de ministros que se comportam como Chuck Norris e que usam um porco-espinho como travesseiro para reforçar o carácter. Mas os tempos são outros. Não surpreenderá que Sócrates tire da manga o conceito de ministro-pantone. O Governo será composto por ministros que, em cada caso, tenham capacidade de diálogo com os partidos políticos que têm particular interesse em cada área económica/social. Cada ministro terá uma cor, mais à Direita ou mais à Esquerda, consoante os acordos sectoriais que terá de fazer no Parlamento sobre as iniciativas do Governo. Depois de ter tentado mudar de imagem antes das eleições, Sócrates terá agora de fazer um verdadeiro "lifting". Será uma operação difícil, porque há políticos que nunca mudam ou só mudam o suficiente para convencerem. Mas este Governo será feito de plasticina. Moldável aos acordos parlamentares com a oposição.
Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio