Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN
Fernando  Sobral
Fernando Sobral 25 de agosto de 2015 às 00:01

Passos Coelho e os Kiss

A banda norte-americana Kiss nunca foi conhecida pela qualidade da música mas sim por os seus membros surgirem com a cara pintada durante os concertos. Os espectadores, mais do que escutarem o que cantava o vocalista, eram conquistados pela pirotecnia utilizada, de guitarras que deitavam fumo, ao fogo que saia da boca dos músicos.

A música era irrelevante. A pré-campanha eleitoral nacional é, neste momento, um gigantesco concerto dos Kiss: tem muito ruído e poucas ideias. Só os partidos do Governo têm interesse nisto, como parece ser evidente.

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês
Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI