Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Camilo Lourenço camilolourenco@gmail.com 27 de Outubro de 2009 às 11:58

Presidente e Governo em competição?

A tomada de posse do novo Governo foi um excelente "reminder" dos problemas com que o país se debate. Os económicos e os outros. Os económicos foram correctamente diagnosticados por Cavaco Silva (desemprego, défice orçamental e...

  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
A tomada de posse do novo Governo foi um excelente "reminder" dos problemas com que o país se debate. Os económicos e os outros. Os económicos foram correctamente diagnosticados por Cavaco Silva (desemprego, défice orçamental e défice externo), no que foi logo corroborado por José Sócrates. Como se Presidência e Governo estivessem em competição para explicar aos portugueses que estão atentos ao que os preocupa...

Mas com marcação cerrada (entre os dois) ou não, o mais preocupante foi a parte não económica dos discursos. Particularmente a de Cavaco Silva. Porque ficou sensação de que o Presidente sentiu necessidade de se "explicar" ao país, depois das peripécias das últimas semanas. Dir-se-á que é exagero, lembrando que se não tivesse havido o caso das "escutas" toda a gente entenderia o discurso do Presidente apenas como um "reminder" dos problemas que o Governo não pode deixar de resolver.

É verdade. Só que em política muitas vezes o que parece é. E o que parece, neste caso, é que a credibilidade do Presidente saiu ferida pela forma como conduziu a polémica das "escutas" (convicção confirmada pelas mais recentes sondagens, que lhe atribuem acentuada quebra de popularidade). Com os inevitáveis reflexos na redução do seu espaço de manobra na arena política. O que a confirmar-se não poderia ter vindo na pior altura. Porque os governos minoritários são governos fracos. Como os próximos meses se encarregarão de confirmar.
Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias