Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Raul Vaz 23 de Fevereiro de 2007 às 13:07

Tau, tau. E disciplina

O que é que faz falta no PSD? Tau, tau. Tau, tau e disciplina. É, pois, assertiva a definição de Maria José Nogueira Pinto: "O PSD transformou a câmara de Lisboa num quarto de brinquedos". E agora que a brincadeira a atingiu, a vereadora zangou-se.

  • Partilhar artigo
  • ...

O que é que faz falta no PSD? Tau, tau. Tau, tau e disciplina. É, pois, assertiva a definição de Maria José Nogueira Pinto: "O PSD transformou a câmara de Lisboa num quarto de brinquedos". E agora que a brincadeira a atingiu, a vereadora zangou-se.

Fez bem, já que o caso Gebalis é uma história antiga, utilizada como mera arma de arremesso político. Vai ser assim enquanto a direcção do partido resistir a reconhecer o óbvio: Carmona perdeu toda a autoridade política.

Como se provou ontem, mais uma vez. A uma longa reunião do executivo camarário seguiram-se duas conferências de imprensa: a primeira, de um vereador do PSD, para dizer que está tudo bem, Lisboa é mesmo um exemplo para outras câmaras; a segunda, de quatro vereadores da oposição, para dizer que tudo ficou pior depois da reunião.

Nada de novo, portanto, como não é surpreendente que Alberto João Jardim tenha dado uma entrevista para dizer que, no futuro, pretende fazer as pazes com o governo socialista da República. Isto, claro está, depois de o povo lhe conceder uma nova maioria absoluta. Isto acontece na mesma casa política, a do PSD, onde um determinado raciocínio e o seu contrário coexistem em função de um objectivo imediato - a conservação do poder. Faz falta tau, tau. E disciplina.

P.S. "Já cá faltava essa pergunta" - quem assim reage é o primeiro-ministro numa entrevista pós-referendo. O Expresso quis saber da possibilidade de outros temas fracturantes: eutanásia, casamentos e adopções por homossexuais. A pergunta faz sentido. Só que foge ao guião idealizado por Sócrates. E quando assim é, ele revela-se.

Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias