Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Um professor vale mais do que o Ronaldo?

Estamos a duas semanas do início do Mundial de Futebol no Brasil. Depois da febre do Benfica e da excitação com a final da Champions, chega agora a obsessão do Mundial.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 27
  • ...

 

E não é preciso que a bola comece a rolar no relvado. As televisões perseguem já os jogadores, à chegada ao hotel, à saída para os treinos, apreciam-se as roupas, comentam-se as namoradas e discutem-se os gostos musicais. Os jogadores já são heróis nacionais antes de terem travado a batalha nas quatro linhas.

 

Portugal não é excepção no amor incondicional que reserva ao futebol. No Brasil, o futebol é rei. Mas aí, alguns súbditos resolveram quebrar a unanimidade em torno da bola.

Aproveitando a atenção internacional motivada pelo Mundial, alguns movimentos sociais têm vindo a denunciar o contraste entre o dinheiro investido no futebol e nos serviços públicos. Os gastos astronómicos nos estádios chocam com a falta de condições dos hospitais. Os salários milionários dos jogadores de futebol transformam em migalhas os ordenados dos professores.

 

"Ó brasileiro, 'vamo' acordar, o professor vale mais do que o Neymar", ouve-se no Brasil. Neymar joga como poucos, dá muitas alegrias aos brasileiros, leva o nome e bandeira do Brasil pelo mundo fora. Mas será que vale tanto como um professor anónimo de São Paulo? O que é mais importante para o futuro do seu filho, o Cristiano Ronaldo que marca grandes golos ou o professor que o ensina todos os dias? O que é mais decisivo para o seu filho, o estádio de futebol ou o hospital para onde corre numa emergência?  

 

Ronaldo é o melhor do mundo na arte da bola, merece ser festejado por isso. E o melhor professor do mundo, que todos queremos para os nossos filhos, quem é? Quanto vale?  

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Outras Notícias