Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

Uma excelente notícia

O desempenho da economia em 2006 mereceu elogio unânime dos analistas. Pelo menos dos não enfeudados a partidos. Compreende-se: o PIB já não crescia 1,3% desde 2004. Ainda para mais, desta vez a subida ficou a dever-se quase exclusivamente às exportações

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Mas o ponto mais interessante em 2006 não foi o crescimento do PIB. Foi a redução dos gastos do Estado, que acontece pela primeira vez desde 1979. O Governo parece ter conseguido parar a tendência para o aumento recorrente da despesa pública. Ou será que não?

É cedo para embandeirar em arco. Porque ninguém está em condições de garantir que este desempenho se vai manter em 2007 e muito menos em 2008 (eleições a quanto obrigas...). Porque um juízo sério obriga a esperar pelas contas (definitivas) do Estado, para perceber se tudo isto não se deve à contracção do investimento público: o que o Governo já fez em matéria de reforma da Administração Pública não chega para reduzir a despesa do Estado.

Apesar destes "ses", a quebra do consumo público não deve ser menosprezada. A menos que não seja porque ficou provado, ao contrário do que dizem alguns aprendizes de feiticeiro, que a economia se aguenta nas canetas... mesmo quando o Estado fecha a torneira.

Isso sim, é uma grande notícia. Que José Sócrates devia publicitar "ad nauseam".

Outras Notícias