Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião

A idade do desenvolvimento sustentável

Acredito que, nos próximos anos, todos nós vamos ter que nos tornar líderes no desenvolvimento sustentável, seja em nossa casa, na nossa sociedade ou no nosso país. Milhões de jovens terão, em breve, que ajudar a resolver os problemas das alterações climáticas.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

 

Há meio século, John F. Kennedy afirmou que "o homem tem na sua mão mortal o poder de abolir todas as formas de pobreza humana e todas as formas de vida humana". Estas palavras ecoam actualmente com uma urgência especial.

A nossa geração pode, de facto, acabar com o antigo flagelo da pobreza extrema. Pode também destruir o sistema de suporte de vida da Terra através da devastação ambiental provocada pelo homem.

Por necessidade, entrámos na Idade do Desenvolvimento Sustentável. Assim, estou extremamente animado com o lançamento de um curso universitário online, global e grátis com o mesmo nome em Janeiro de 2014. Espero que pessoas de todo o mundo participem neste curso – e se juntem a uma longa geração que visa alcançar o desenvolvimento sustentável.

O desenvolvimento sustentável é, simultaneamente, uma forma de perceber o mundo e uma forma de ajudar a salvá-lo. Como método de entender o mundo, os participantes no desenvolvimento sustentável estudam as interacções da economia, ambiente, política e da cultura e a forma como estes factores influenciam a prosperidade, a inclusão social, e a sustentabilidade ambiental. Os estudantes de desenvolvimento sustentável irão, assim, aprender uma larga variedade de temas, como desenvolvimento económico, educação, cuidados de saúde, alterações climáticas, sistemas de energia, biodiversidade e urbanização, entre outros.

Como método para ajudar a salvar o mundo, o desenvolvimento sustentável promove uma visão holística do bem-estar humano, na qual se inclui o progresso económico, fortes obrigações sociais e sustentabilidade ambiental. Os desafios são cada vez mais urgentes, à medida que uma economia mundial em rápido crescimento provoca uma significativa destruição ambiental, e as novas tecnologias exigem novos conhecimentos. Jovens sem os conhecimentos e a prática adequada têm poucas oportunidades de encontrar empregos e rendimentos decentes.

Prevejo que o desenvolvimento sustentável se vai tornar no princípio organizacional da nossa política, economia e mesmo da ética nos próximos anos. De facto, os governos mundiais concordaram em colocá-lo no centro da agenda do desenvolvimento mundial após 2015. Em breve, adoptarão os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (SDG, sigla original), que ajudarão a guiar o mundo para uma trajectória mais segura e justa. Tal como os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (MDG, sigla original), adoptados em 2000, provaram ser altamente eficazes na luta contra a pobreza e as doenças, os SDG (que irão suceder aos MDG dentro de dois anos) prometem enfrentar os desafios globais que enfrentamos em áreas como a energia, alimentação, água, clima e emprego.

Também acredito que o ensino online, global e grátis sobre o desenvolvimento sustentável pode ajudar a promover soluções globais. Os cursos online globais fazem parte da actual revolução mundial da informação – uma revolução que está, actualmente, a reformular a educação superior, ao criar novos caminhos de acesso a mais pessoas em todo o mundo.

Sei isto por experiência própria. Na maioria dos meus anos como professor, as tecnologias básicas de educação não mudaram muito. Ficava em frente de uma turma e dava uma aula de 57 minutos. Sim, o quadro preto deu lugar ao projector, e depois ao PowerPoint, mas, ainda assim, a "tecnologia" básica de uma sala de aula mudou pouco.

No entanto, com as novas tecnologias de informação, a educação superior (e, claro, a educação a outros níveis) está, de repente, a mudar. Os cursos podem, agora, incluir muito mais informação – dados, vídeos, e mesmo conversas ao vivo com especialistas que estão do outro lado do mundo. Mais e mais pessoas em todo o mundo podem aceder, livremente, a materiais educativos de elevada qualidade, que antes só estavam disponíveis para alguns sortudos. Isto é muito importante nos dias de hoje, porque os desafios do desenvolvimento sustentável vão exigir cidadãos educados e com conhecimentos.

De acordo com dados recentes, os cursos universitários online já chegaram a estudantes em mais de 190 países, permitindo-lhes ter acesso a aulas, fazer testes e interagir com outros estudantes e professores. A educação online está também a transformar a experiência na sala de aula. Agora, em vez de me verem ensinar durante 57 minutos, os meus estudantes da Universidade de Columbia podem, antes da aula, ter acesso às lições online permitindo uma discussão mais profunda e mais rica na sala de aula.

Acredito que, nos próximos anos, todos nós vamos ter que nos tornar líderes no desenvolvimento sustentável, seja em nossa casa, na nossa sociedade ou no nosso país. Milhões de jovens terão, em breve, que ajudar a resolver os problemas das alterações climáticas, da água, da energia, dos transportes e da educação. Milhares de cidades e 200 países por todo o mundo vão precisar de mobilizar todos os intervenientes – governos, comunidades, especialistas, empresários e organizações não governamentais – a desempenhar o seu papel e a educação online será a chave para disseminar a informação necessária.

Por estas razões, estou também satisfeito com o facto de o meu curso ir fazer parte de um programa de educação mais geral do Sustainable Development Solutions Network (SDSN), uma iniciativa lançada sob os auspícios do Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que tenho a honra de dirigir. O SDSN mobiliza conhecimentos técnicos e científicos da universidade, da sociedade civil e do sector privado para ajudar a resolver problemas de desenvolvimento sustentável a uma escala local, nacional e global.

Um dos principais objectivos do SDSN é chegar a estudantes de todo o mundo desenvolvendo e disseminando online materiais para um programa de desenvolvimento sustentável. Mais de uma dúzia de instituições já se comprometeram em incluir a Idade do Desenvolvimento Sustentável nas suas aulas, ajustando-o às suas questões e circunstâncias locais.

O SDSN irá encorajar as universidades de todo o mundo a participar numa nova era de aprendizagem online. O objectivo é ajudar os jovens de hoje a usar de forma inteligente o poder que em breve terão nas suas mãos para resolver os grandes desafios mundiais.

Direitos de Autor: Project Syndicate, 2014.

www.project-syndicate.org


Tradução: Ana Luísa Marques

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias