Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Economistas
Notícias desta secção

Os perigos da dissociação

30.07.2021 Daron Acemoglu

Os potenciais benefícios de um novo momento Sputnik são provavelmente mais do que contrabalançados pelos custos da dissociação. No atual mundo interdependente, a cooperação global é fundamental. A rivalidade com a China, se bem que essencial para a defesa da democracia em todo o mundo, não é a única prioridade do Ocidente. As alterações climáticas também constituem uma ameaça civilizacional e irão exigir uma estreita colaboração entre a China e os Estados Unidos.

Devem os bancos centrais ter um mandato verde?

28.07.2021 Robert Skidelsky

Envolver os bancos centrais na alocação de dinheiro a empresas ou setores económicos em função do seu compromisso para com o ambiente – comprando dívida de empresas de energia hidroelétrica, mas não de petrolíferas, por exemplo – obriga-os a tomarem decisões políticas que deviam ser da incumbência do governo através do sistema tributário.

Confiamos na bitcoin?

14.07.2021 Paola Subacchi

Em vez de se resumir a mais um exemplo de criptomania a decisão salvadorenha de adotar a bitcoin, deveríamos refletir sobre o porquê de tantas pessoas em todo o mundo estarem dispostas a usar criptomoedas para fins não especulativos. Talvez a resposta esteja no facto de o actual sistema financeiro internacional pouco ou nada se adaptar às suas necessidades.

Os CEO são o problema

13.07.2021 Daron Acemoglu

Há agora um consenso crescente de que maximizar o valor para o acionista não deve ser o único objetivo das empresas. Contudo, o que não é tão óbvio é que modelo alternativo adotar.

Como devem as grandes potências competir?

12.07.2021 Michael Spence

A competição económica, tecnológica e militar é inevitável. A questão é se será construtiva. Atualmente, o mundo avança em direção a um equilíbrio em que essa competição não será construtiva – e onde os terceiros, ou "não protagonistas", serão os que irão sofrer mais.

A iminente crise da dívida estagflacionista

07.07.2021 Nouriel Roubini

À medida que a inflação for subindo nos próximos anos, os bancos centrais irão deparar-se com um dilema. Se começarem a acabar gradualmente com as políticas não convencionais e a aumentarem os juros diretores para combater a inflação, arriscam-se a desencadear uma vasta crise da dívida e uma recessão severa; mas se mantiverem uma política monetária acomodatícia, arriscam-se a uma inflação na ordem dos dois dígitos – e a uma estagflação quando ocorrerem os próximos choques de oferta negativos.

Estará a Fed a enganar-se outra vez?

05.07.2021 John B. Taylor

Não é demasiado tarde para aprender com os erros do passado e para transformar a política monetária na auxiliadora da recuperação sustentada no pós-pandemia. Mas o tempo está a esgotar-se.

As lacunas da Bidenomics

30.06.2021 Robert Skidelsky

Os decisores políticos que tentam estimular a economia devem estar mais atentos do que os keynesianos do passado para evitarem a inflação e garantirem que a criação de empregos a nível nacional não é compensada por uma fuga de capacidade produtiva para o exterior.

Uma maldição pior do que o dinheiro

11.06.2021 Kenneth Rogoff

A ideia de que as criptomoedas são apenas uma inocente reserva de valor é espantosamente ingénua. É certo que os seus custos de transação podem ser suficientemente significativos para travar o comércio a retalho mais comum, mas, quem pretenda evitar exigentes controlos de capital (na China ou Argentina, por exemplo), branquear ganhos ilícitos (talvez do tráfico de droga) ou fugir às sanções financeiras dos EUA (sobre países, empresas, pessoas, ou grupos terroristas), as criptomoedas ainda se afiguram como uma opção ideal.

Ver Mais
Publicidade
C•Studio