Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por André Veríssimo
Informação sobre o colunista
André  Veríssimo
Diretor

André Veríssimo é diretor do Negócios desde Novembro de 2017, tendo iniciado funções na direção em 2013. Antes foi editor de Mercados Financeiros durante seis anos. Licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica, foi jornalista de Internacional e Economia na revista Focus. Antes de se juntar à equipa do Negócios esteve três anos no Semanário Económico, onde foi editor. Recebeu por duas vezes o prémio de jornalismo económico do Santander Totta/ Universidade Nova de Lisboa na categoria de Mercados Financeiros. Nasceu em 1976 e vive em Lisboa.

Artigos de opinião deste autor

Um “bypass” para a TAP

02.07.2020

Sim, a TAP é demasiado importante para cair, mas se resgatá-la a tornar demasiado pequena para resistir, será que vale o esforço? Vamos pagar até 1.200 milhões para ver. É bom que valha a pena.

Salve-se quem puder

01.07.2020

O descontrolo da epidemia traz consigo responsabilidades políticas pesadas que ninguém quer carregar, muito menos sozinho.

Esqueletos no armário

30.06.2020

Entre as vitórias que o antigo ministro das Finanças gostava de celebrar conta-se a estabilização da banca. Mário Centeno deixou o setor bem melhor do que o encontrou, mas ficaram alguns esqueletos no armário, para quem esta crise chegou cedo demais.

O boicote ao Facebook

29.06.2020

Depois do assassinato de George Floyd, a questão do racismo tornou-se epidérmica. O FB continuou indiferente, mantendo aberta a antena para o discurso discriminatório e ofensivo. O preço chegou. Às críticas dos utilizadores somou-se um boicote de empresas como a Unilever, a Coca-Cola, a Verizon, a Diageo ou a Starbucks à publicidade na rede social. Insensível a outros argumentos, Zuckerberg foi vergado pelo dinheiro.

Sem norte

22.06.2020

A TAP, ou melhor, o serviço que presta, tem sido de forma recorrente um dos instrumentos que o presidente da Câmara do Porto usa para assegurar protagonismo, sempre à boleia de uma leitura bipolar que divide o país entre Norte e Sul.

Governador a qualquer custo

15.06.2020

Salvo algum fator muito extraordinário, Mário Centeno vai mesmo ser o substituto de Carlos Costa à frente do Banco de Portugal, consumando-se o plano há muito traçado pelo próprio, cozinhado e apurado ao mais alto nível do poder. Até lá, a nomeação será campo de batalha político.

Orçamento de perna curta

11.06.2020

O défice de 6,3% com que o Governo espera fechar o ano é explicado muito mais pela quebra da receita do Estado que pelo crescimento da despesa para fazer face ao impacto da pandemia. Pesa-lhe muito mais a paragem na economia do que os remédios aprovados para amenizar o seu trágico efeito nas empresas e trabalhadores.

Trump. The end?

04.06.2020

A reeleição de Donald Trump em novembro parece cada vez mais improvável. As taxas de reprovação crescem, a distância para Joe Biden nas sondagens aumenta. A mudança pode estar a meses de distância e parece agora mais próxima do que nunca.

Turismo, azia e borboletas

02.06.2020

Portugal está a ser vítima do seu próprio sucesso no turismo. O peso que ele atingiu na economia coloca-nos entre os países mais atingidos pela pandemia. Mas esse sucesso será também uma força na retoma que outros não têm: desde que o consigamos preservar.

Portugal start-up

31.05.2020

É necessário investimento em infraestruturas (se for produtivo), na indústria e na agricultura, mas num mundo cada vez mais digital a aposta na investigação aplicada tem de deixar de ser um parente pobre. Sem isso não teremos um Portugal mais competitivo e preparado para enfrentar crises.

A sustentabilidade já não é uma opção

27.05.2020

O shakespeariano “ser ou não ser” já não é a questão. Ou as políticas públicas e de gestão empresarial se norteiam por critérios de sustentabilidade ou a prazo estão condenadas ao fracasso.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
Publicidade
C•Studio