Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por André Veríssimo
Informação sobre o colunista
André  Veríssimo
Diretor

André Veríssimo é diretor do Negócios desde Novembro de 2017, tendo iniciado funções na direção em 2013. Antes foi editor de Mercados Financeiros durante seis anos. Licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica, foi jornalista de Internacional e Economia na revista Focus. Antes de se juntar à equipa do Negócios esteve três anos no Semanário Económico, onde foi editor. Recebeu por duas vezes o prémio de jornalismo económico do Santander Totta/ Universidade Nova de Lisboa na categoria de Mercados Financeiros. Nasceu em 1976 e vive em Lisboa.

Artigos de opinião deste autor

E se Trump perder e não aceitar?

23.09.2020

Um dos fatores novos destas eleições norte-americanas reside no receio que tem sido suscitado em vários artigos, da The Economist ao Politico, sobre a possibilidade de Trump, caso perca, não aceitar a derrota. Uma preocupação suscitada pelo próprio, que já ameaçou não reconhecer o resultado, acusando o voto postal de facilitar a fraude.

Lavagem sem pudor

21.09.2020

Muitos dos casos já são conhecidos – como o de Isabel dos Santos –, mas não deixa de chocar a forma passiva como o sistema financeiro convive e colabora com a alta criminalidade. E a investigação incidiu apenas sobre os SAR reportados nos EUA.

Fundo sem solução

20.09.2020

O Fundo de Resolução não pretende resolver nada: existe apenas para tapar o enorme buraco que se abre quando é preciso recorrer à bomba atómica e fechar um banco.

Ganhar a década

15.09.2020

Dinheiro vai haver, falta o mais difícil, passar do plano técnico para o político. Será o país capaz de se unir em torno de eixos estratégicos, como pede o gestor? Parece tão improvável, mas nunca foi tão necessário.

Agora sem o estado de graça

14.09.2020

Todo o país entra a partir desta terça-feira em estado de contingência, não sendo de afastar a possibilidade de o agravamento em curso da pandemia levar o Executivo a dar o salto para a calamidade ou mesmo haver um regresso, indesejado, ao estado de emergência. O que já não volta é o estado de graça que António Costa viveu nos primeiros meses da covid-19.

Os desiludidos do Novo Banco

09.09.2020

Rui Rio emudeceu e Mariana Mortágua diz que a auditoria não serve. E o Ministério Público? Uma desilusão. Maldito esclarecimento que afinal lhes tirou o tapete e o protagonismo. Há sempre danos: mina-se a confiança no banco, o principal ativo de uma instituição financeira. No limite, desvalorizam-no numa futura venda que será 25% do Estado.

Caiu o muro no ensino da Medicina

07.09.2020

O longo processo de formação e a responsabilidade da profissão recomendam que o nível remuneratório seja atrativo, em nome da qualidade da medicina. Mas certamente é possível encontrar um equilíbrio que conjugue melhor estas exigências e as de uma sociedade com uma população cada vez mais envelhecida e carente de cuidados de saúde.

A oposição em Belém

12.08.2020

Não faz sentido diminuir a importância e a visibilidade dos debates, menos ainda quando se aproxima a presidência portuguesa da UE.

Um fracasso global

11.08.2020

O mundo não enfrentou a pandemia. Cada país agiu por si: uns procurando na ciência (mesmo limitada) um fundamento para as decisões, outros preocupados apenas com o calculismo político.

Manter o salário mínimo é austeridade?

10.08.2020

Evitar a receita do tempo da troika, mesmo que apenas em parte, já será tarefa exigente. O problema é que o conceito de austeridade dos partidos com que o Governo vai negociar é mais alargado.

A angústia perante a pipa de massa

06.08.2020

O desafio é, agora, ainda maior. Com o plano de recuperação e o próximo quadro financeiro plurianual da UE, Portugal terá 6,4 mil milhões por ano em fundos europeus para aplicar na próxima década, cerca do dobro do que tinha anualmente para executar. Se antes já corria mal, agora que há muito mais dinheiro para gerir, há uma angústia existencial.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
pub
pub
Publicidade
C•Studio