Cronista
André Veríssimo Diretor

André Veríssimo é diretor do Negócios desde Novembro de 2017, tendo iniciado funções na direção em 2013. Antes foi editor de Mercados Financeiros durante seis anos. Licenciado em Comunicação Social pela Universidade Católica, foi jornalista de Internacional e Economia na revista Focus. Antes de se juntar à equipa do Negócios esteve três anos no Semanário Económico, onde foi editor. Recebeu por duas vezes o prémio de jornalismo económico do Santander Totta/ Universidade Nova de Lisboa na categoria de Mercados Financeiros. Nasceu em 1976 e vive em Lisboa.

André Veríssimo Centeno e o BdP 19.02.2020 André Veríssimo
A saída de Mário Centeno do Governo nos próximos meses será sempre negada até ao dia em que puder ser confirmada.
André Veríssimo Nova líder, a mesma CGTP 17.02.2020 André Veríssimo
À CGTP não bastava mudar de rosto, tinha de atualizar a sua visão do mundo. Pelos vistos, não vai acontecer.
André Veríssimo O regresso do défice 13.02.2020 André Veríssimo 72
Em 2019, pelo segundo ano consecutivo, as exportações de bens cresceram menos (3,6%) do que as importações (6,6%). O que já foi um excedente é agora um défice que engordou 16% no ano passado para o equivalente a 9,7% do PIB.
Editorial Quem sucede a Merkel? 10.02.2020 André Veríssimo
O anúncio da saída de Annegret Kramp-Karrenbauer da liderança da CDU é uma derrota para Angela Merkel, que a tinha escolhido como sua sucessora. Fragiliza-a dentro do partido e como chanceler. Está lançada a incerteza sobre quem irá liderar os destinos do motor europeu, agora a funcionar a baixas rotações.
André Veríssimo O “thriller” orçamental 05.02.2020 André Veríssimo
A forma caótica como decorreu a votação do Orçamento do Estado deve merecer alguma reflexão para o futuro. Aquilo a que assistimos nos últimos dias não prestigia a política. Se este Orçamento é arrancado a ferros, o que acontecerá nos seguintes?
André Veríssimo Agarrem-me ou eu desço o IVA 03.02.2020 André Veríssimo 34
É quase certo que o IVA da eletricidade vai ficar exatamente como está. O braço de ferro com o Governo encaminha-se para o mesmo desfecho que tiveram as progressões dos professores, mas o episódio demonstra como a linha que nos separa da instabilidade política é cada vez mais ténue.
André Veríssimo O ataque ao Tribunal de Contas 29.01.2020 André Veríssimo 71
Em nome da celeridade nos programas de renda acessível, e depois de um conflito com Fernando Medina, o Governo e o PS resolveram restringir a ação do Tribunal de Contas nesta matéria. É abrir uma caixa de Pandora. Agora é a habitação acessível, amanhã o que será? A construção de um hospital, de uma escola ou de uma estrada? Fica aberta a via para o enfraquecimento do escrutínio.
André Veríssimo Chicão, o antídoto de Ventura 26.01.2020 André Veríssimo 21
O novo líder promete unir o partido, mas a sua moção diz-nos que pretende fazê-lo mais pela força do que pela tolerância.
André Veríssimo Isabel e os outros 20.01.2020 André Veríssimo
No fundo, sempre soubemos. Os sinais sobre uma fortuna alicerçada em benefícios e fundos públicos, garantidos pelo antigo regime angolano, abundavam. José Eduardo dos Santos controlava o poder político, a sua filha Isabel, a "princesa", deitava garras ao poder económico.
André Veríssimo Se corre bem, é para taxar 16.01.2020 André Veríssimo 67
O Governo comporta-se, cada vez mais, como um francoatirador fiscal pronto a disparar sobre tudo o que tenha lucro. Se o negócio está a dar dinheiro, leva com uma taxa. Com isso, desincentiva o engenho, o mérito, a capacidade de iniciativa, o esforço na criação de riqueza.

Marketing Automation certified by E-GOI