O menos e o mais

23.06.2020

O comportamento irresponsável de alguns grupos de cidadãos está a pôr em causa o desconfinamento do país e merece não só repúdio, mas também sanções.

Uma taxa libertadora

18.06.2020

A decisão dos Estados Unidos de abandonar a mesa das negociações da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) para estabelecer um imposto internacional para as grandes empresas digitais não é propriamente surpreendente.

Novo Banco, velha questão

17.06.2020

O Novo Banco é herdeiro de um equívoco que se criou com a resolução do BES, a 3 de agosto de 2014. Na altura, o Banco de Portugal anunciou a criação do Novo Banco, que supostamente ficaria com os ativos “bons” do BES, atirando para um denominado BES “mau” os chamados ativos “tóxicos”. A ideia que passou para a opinião pública foi a de que se separava o trigo do joio, e que o banco então criado estaria enxuto.

O risco que vem da China

16.06.2020

A forma como a China irá sair da crise provocada pela pandemia de covid-19 é uma das incógnitas que rodeiam a construção de uma nova ordem mundial, tanto política como económica.

Julgamento e entendimento

14.06.2020

O que nos dizem fenómenos como o derrube de monumentos em homenagem a Cristóvão Colombo nos EUA ou a pichagem de uma estátua do padre António Vieira em Lisboa?

A receita que não existe

08.06.2020

A realidade é que Portugal não pode fugir ao modelo atual no qual o turismo e as exportações têm um peso relevante. O país é competitivo enquanto destino turístico e deve aprofundar esta sua valência. De igual forma, a aposta nas exportações é para manter, porventura fazendo mira a novos mercados.

O medo e a máscara

07.06.2020

António Costa Silva, o conselheiro especial que o primeiro-ministro nomeou para desenhar um programa de recuperação económica tem absoluta razão num dos diagnósticos que fez, o de que a retoma “vai ser lenta” e influenciada pelo “medo”.

Pedidos e achado

03.06.2020

Ninguém espera que António Costa Silva tenha uma ideia absolutamente disruptiva capaz de mudar a economia portuguesa pela raiz. A sua missão será fundamentalmente a de dar ordem e critério ao magote de prioridades com que vai ser invadido. Pensar nele como o homem que vai desenhar o futuro da economia portuguesa é manifestamente exagerado.

Ver Mais