Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião por Celso Filipe
Informação sobre o colunista
Celso  Filipe
Diretor-adjunto

Nasceu em 1964 e é atualmente diretor-adjunto do Jornal de Negócios. Frequentou o 4.º ano do curso de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Começou a atividade como jornalista em 1986 na revista “África Hoje”, tendo depois transitado para a “África Confidencial”, uma publicação de circulação reservada a assinantes. Como jornalista passou depois pelos semanários “Tempo”, “Semanário” e “Expresso”. Entre 1995 e 2005 esteve no “Diário Económico” onde desempenhou as funções de editor e chefe de redação. Entre 1998 e 1999 colaborou na Rádio Renascença com um comentário semanal sobre assuntos económicos. Em 2006 entrou no Jornal de Negócios como editor da secção de empresas.

Artigos de opinião deste autor

O Orçamento da adivinhação

20.10.2020

Sem bola de cristal, o Orçamento para 2021 é um exercício de adivinhação e os partidos deviam agir em conformidade com esta natureza do documento.

As implicações da aplicação

15.10.2020

É entendível que a aplicação da StayAway Covid possa ser vista como um instrumento de cidadania responsável e uma ferramenta eficaz para travar a propagação da covid-19, mas nem por isso deixa de ser potencialmente intrusiva, devendo como tal enquadrar-se no primado do livre-arbítrio.

Isto (não) é um Orçamento

13.10.2020

Este Orçamento é, sobretudo, de transição. Procura mitigar o impacto da covid-19 e acautelar a imprevisibilidade da pandemia, ainda tem pouco de fundos comunitários e reveste-se de uma natureza social que pretende agradar aos parceiros da geringonça.

A peneira da temperatura

11.10.2020

Em boa verdade, o atual quadro da pandemia, à escala mundial, só se pintará com cores reconfortantes quando surgirem no mercado as primeiras vacinas. Até lá reinará o medo e a incerteza.

O caminho sem retorno

08.10.2020

Sabemos que existem setores vencedores, como os tecnológicos, mas é sobretudo necessário identificar aqueles que terão um período de recuperação bem mais prolongado e que, em alguns casos, nunca mais voltarão a ser os mesmos - por exemplo, a hotelaria e o turismo.

O dia 6 de outubro

06.10.2020

Marcelo Rebelo de Sousa não quer que Portugal seja o Pedro do conto infantil escrito por Sergei Prokofieff e avisou que a crise deve ser superada “em conformidade com a ética republicana, que repudia compadrios, clientelas e corrupções”.

Não é política. É guerra

30.09.2020

Qualquer que seja o vencedor das presidenciais, há um elemento desde já garantido, o extremismo irá continuar a ganhar espaço no Estados Unidos.

A diplomacia do nada

28.09.2020

George Glass resolveu encostar o Governo português à parede e comportou-se de uma forma ciumenta, resolvendo tornar público o achaque de Washington relativamente à proximidade entre Pequim e Lisboa.

Marcelo e o novo ciclo

27.09.2020

Marcelo Rebelo de Sousa já veio dizer que encara como “natural” que o Orçamento do Estado para o próximo ano seja viabilizado à esquerda.

A política amanuense

24.09.2020

Esta burocratização da política é um risco. Sobretudo para os partidos que a viabilizarem. É estranho que não tenham percebido isso.

Ver Mais
Mais lidas
Publicidade
PRÉMIOS EXPORTAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO
pub
pub
Publicidade
C•Studio