Ontem
André Veríssimo Itália? É só fazer as contas 17.10.2018 André Veríssimo
Em política fazem-se discursos com representações interessadas da realidade, quando não meras representações. Mais cedo ou mais tarde, a realidade acaba por apanhar a política. Em Itália não será diferente.
Anteontem
Celso Filipe Obviamente, Marcelo 16.10.2018 Celso Filipe
O Presidente Marcelo analisa de forma diferente do ex-comentador Marcelo. Para este último, o derradeiro Orçamento seria um maná de intriga política, de tensões e conflitos, tanto entre os partidos do poder como na oposição, a partir do qual seriam possíveis cenários de geometria variável e desfecho imprevisível.
André Veríssimo O quarto é diferente 16.10.2018 André Veríssimo
Este Orçamento, o quarto da geringonça, não é igual aos irmãos. Isso viu-se na luta sôfrega pela paternidade, como se o mais importante das negociações não fossem as medidas em si, mas quem ia dar a cara por elas. Sim, as eleições falaram alto.
Celso Filipe Uma remodelação de combate 14.10.2018 Celso Filipe
Nos últimos dias discutia-se se o Orçamento do Estado para 2019 teria, ou não, uma natureza eleitoralista. António Costa resolveu o dilema com uma remodelação governamental de perfil eleitoralista, assumindo o combate político que aí vem.
Celso Filipe Em vez de Orçamento vem aí o Governo eleitoralista 14.10.2018 Celso Filipe 41
A maldição da Horta Seca, segundo a qual nenhum ministro da Economia nomeado como independente chega ao fim do seu mandato, voltou a cumprir-se.
André Veríssimo O fim da obsessão pelo défice 11.10.2018 André Veríssimo
E se em vez do défice, as regras orçamentais da União Europeia fossem norteadas pela dívida pública e limites ao crescimento da despesa? A ideia foi vincada por Vítor Gaspar, agora director do Departamento de Assuntos Orçamentais do FMI, numa entrevista esta semana ao Negócios. E é boa.
Há 1 semana
Celso Filipe Os italianos na ponta da bota 10.10.2018 Celso Filipe
“A nossa missão não é o ‘spread’ [da dívida], mas os cidadãos.” A frase é tocante. Forte do ponto de vista comunicacional. Evoca o princípio, inatacável, de que as pessoas devem estar em primeiro lugar.
André Veríssimo O assalto à ERSE 09.10.2018 André Veríssimo
A guerra às rendas da energia começou no Governo anterior, mas foi com este que entrou no modo “blitzkrieg”. Agora prepara-se para juntar ao arsenal a partidarização do regulador. Pode-se até achar justa a causa das rendas excessivas. Mas num Estado de direito não pode valer tudo.
Celso Filipe Jair, a árvore e a floresta 08.10.2018 Celso Filipe 49
Bolsonaro é apenas uma pessoa e as suas ideias, boas ou más, valeriam zero se estivesse a “falar para o boneco”. O que não se verifica. Antes pelo contrário. No domingo, 49.387.416 de brasileiros votaram no candidato do Partido Social Liberal (PSL), o equivalente a 46,05% dos eleitores.
Manuel Esteves Aumentos no Estado, sim, mas não nos salários 07.10.2018 Manuel Esteves
Em vez de salários, a discussão que está a marcar o Orçamento para 2019 devia estar centrada nos recursos que o Estado disponibiliza aos portugueses. Aumentos no Estado? Sim, mas não nos vencimentos dos funcionários.