Patrícia  Abreu
Patrícia Abreu 24 de setembro de 2018 às 22:33

Três dias de trabalho. Sonho ou pesadelo?

A partir de agora, os trabalhadores de uma fábrica da Jaguar Land Rover fora de Birmingham vão continuar a receber o salário na totalidade, mas a trabalhar menos dois dias por semana.

A semana arrancou ontem e, a maior parte dos trabalhadores, ainda tem mais quatro dias de trabalho pela frente antes de um novo período de descanso. Mas para 1.000 funcionários da Jaguar Land Rover, em Londres, a semana de trabalho vai passar a ser consideravelmente mais pequena. É que a empresa decidiu reduzir o período de trabalho de cinco para três dias.

 

A medida pode parecer tentadora, mas a verdade é que esta foi a forma encontrada pela empresa para evitar despedimentos. A fabricante automóvel tem assistido a uma quebra das vendas de carros a diesel e teme que o Brexit afecte negativamente a sua actividade.

 

Assim, a partir de agora, os trabalhadores de uma fábrica fora de Birmingham vão continuar a receber o salário na totalidade, mas a trabalhar menos dois dias por semana.

 

"Face aos desafios contínuos que estão a afectar a indústria automóvel, estamos a fazer alguns ajustamentos temporários nos nossos horários de produção em Castle Bromwich", explicou a empresa em comunicado, citado pela CNN Money. Mas esta é uma medida temporária e, caso as vendas continuem a baixar e a empresa não consiga driblar estes problemas, muito provavelmente terá que avançar com a redução de postos de trabalho.

Marketing Automation certified by E-GOI