Alexandra  Machado
Alexandra Machado 15 de julho de 2019 às 20:55

Trump e a bitcoin: o importante é que falem

O dólar é a única moeda que Donald Trump defende. Agora resolveu atacar as criptomoedas, nomeadamente a Libra, que ainda não foi lançada mas que já recebeu um coro de críticas e de avisos à navegação.

Donald Trump disse o que muitos queriam ouvir e que até já verbalizaram. As criptomoedas devem ser reguladas, tal como os bancos são. Trump falou e a bitcoin avançou para uma queda superior a 11%, mas ainda assim a cotar acima dos 1.500 dólares.


Trump assumiu não ser fã da bitcoin e de outras criptomoedas, que "não são dinheiro e cujo valor é altamente volátil e baseado em [critérios arbitrários]", além de que, no seu entender, as criptomoedas sem regulação "podem facilitar comportamentos ilegais, incluindo tráfico de droga e outras atividades ilegais". Claro que acrescentou que o dólar é a moeda mais "confiável" do mundo. Os defensores e investidores das criptomoedas preferiram ver, nestas declarações, o copo meio cheio, dizendo que pelo menos Trump mostra como são importantes e como estão já no debate público.


"Porque é que o tweet de Trump é positivo para o preço da bitcoin? Porque a bitcoin tem de continuar relevante para ser bem sucedida". E foi isso mesmo que aconteceu. Não importa que digam bem ou mal, o que importa é que falem.

pub

Marketing Automation certified by E-GOI