Outros sites Cofina
Notícia

Elisa Ferreira: "Empréstimo da UE será pago com impostos ligados ao ambiente"

A comissária europeia sublinha que "não se trata de impostos europeus que os cidadãos passem a pagar"

Filipe S. Fernandes 25 de Junho de 2020 às 17:50
Francois Walschaerts/Reuters
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A comissária europeia para a Coesão e Reformas indicou esta quinta-feira que o empréstimo que Bruxelas vai lançar no âmbito do plano de recuperação económica após a pandemia será pago "no longo prazo" e com um forte contributo de impostos e taxas relacionados com o ambiente. Elisa Ferreira falava na abertura da conferência digital O AMANHàDEBATE-SE HOJE, organizada pelo Negócios.

"Este empréstimo que a Comissão Europeia vai lançar é um empréstimo nos mercados que vai ser pago a longo prazo através de novos recursos próprios -utilizando entre outros, mas com grande peso, os recursos tributários ligados à matéria ambiental e verde", referiu a ex-ministra do Ambiente.

Elisa Ferreira salientou que "não se trata de impostos europeus que os cidadãos passem a pagar" e deu como exemplo a eventual tributação do fuel dos aviões pelo mecanismo de imposição das emissões, assinalando que esta é uma área nova que se pode fazer a nível europeu.

"Seria mais difícil um país tomar uma inciativa sobre isso", disse Elisa Ferreira.

A comissária avançou também que faria sentido tributar alguns produtos financeiros "que são produtos globais", ou aplicar novas taxas para plásticos.
Mais notícias