Outros sites Cofina
Notícia

A economia circular é um tema incontornável na sociedade

Parar com a extração e reutilizar o que já temos são as bases da economia circular, que toda a sociedade tem de implementar em prol de um mundo mais sustentável. Em que ponto estamos? Quais as soluções a adotar? Questões debatidas na talk “Economia Circular: reinventar os modelos de negócio”, na qual ficámos também a conhecer bons exemplos empresariais e o esboço do que será o futuro Passaporte do Produto.

Negócios 16 de Setembro de 2021 às 22:14
  • Partilhar artigo
  • ...

A economia circular surge como uma solução incontornável para ajudar a aliviar o impacto das alterações climáticas, na medida em que assenta nos princípios da reciclagem e reutilização dos materiais. E este é um compromisso que convoca toda a sociedade.

O tema foi debatido na talk "Economia Circular: reinventar os modelos de negócio", organizada pelo Jornal de Negócios a 16 de setembro, naquele que é o segundo ciclo de talks da publicação sobre sustentabilidade.

O painel contou com a participação de Helena Pereira, presidente da Fundação Ciência e Tecnologia; Fernando Ventura, diretor de Projetos de Eficiência e Inovação Ambiental da Jerónimo Martins; Natan Jacquemin, fundador da NÃM; e Paulo Lemos, membro da Direção-Geral do Ambiente da União Europeia e ex-secretário de Estado do Ambiente. A moderação esteve a cargo de Diana Ramos, diretora do Jornal de Negócios.

O caminho de transição para uma economia circular está ainda muito no início e todos os setores têm de se adaptar, com alguns a terem uma pegada mais pesada do que outros, segundo o Plano de Economia Circular da UE, como é o caso dos geradores de plásticos, têxteis e eletrónica, assim como das áreas da construção e alimentação, em que neste caso se sabe que 1/3 de tudo o que é produzido é desperdiçado.

"Não podemos extrair mais recursos do que o que o planeta nos pode dar anualmente. À conta disto estamos a contrair um empréstimo às gerações futuras. E está provado que através da economia circular conseguiremos atingir o duplo objetivo de reduzir as emissões de CO2 e o consumo de recursos. O último relatório do Circularity Gap prevê que se houver uma transição para a economia circular conseguiremos reduzir 39% das emissões de CO2 e reduzir em 28% a procura de novos materiais", assinalou Paulo Lemos.

Reveja a Talk aqui

Mais notícias

A sustentabilidade é o grande desafio do nosso tempo.O Negócios abraça esta causa com um amplo projeto editorial que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República e o apoio de várias marcas.