Trading Bolsa de Londres já está a trabalhar para reduzir horário de negociação

Bolsa de Londres já está a trabalhar para reduzir horário de negociação

O LSE apresentou na terça-feira cinco propostas, que variam entre manter o horário atual de negociação das 8h às 16h30 e encurtá-lo em até 90 minutos.
Bolsa de Londres já está a trabalhar para reduzir horário de negociação
Bloomberg 10 de dezembro de 2019 às 19:56

O London Exchange Group, que opera a Bolsa de Valores de Londres (LSE), começou a consultar os agentes do mercado para perceber se pretendem uma redução do horário de negociação, sinalizando que a empresa está disponível para alterações que correspondam a um maior equilíbrio entre a vida profissional e pessoal dos trabalhadores do setor.

 

O LSE apresentou na terça-feira cinco propostas, que variam entre manter o horário atual de negociação das 8h às 16h30 e encurtá-lo em até 90 minutos. Todas as opções de alteração resultariam no início das negociações depois da hora atual. Empresas de trading, gestoras de ativos, reguladores, emitentes e investidores individuais têm até 31 de janeiro para responder.

 

No mês passado, a Association for Financial Markets in Europe, que representa empresas de trading e bancos, e a Investment Association, grupo de lobby do Reino Unido para gestores de ativos, consultaram as bolsas da região sobre a possibilidade de o período de negociação ser maus reduzido. Os benefícios podem incluir melhor diversidade de género e capacidade de reter pessoas com compromissos familiares.

No entanto, também existem fatores estruturais em jogo. O presidente do LSE, David Schwimmer, apontou a tendência dos investidores de aguardar pelo fecho da sessão para comprar e vender títulos, em vez de fazer negócios ao longo do dia. Alguns observadores de mercado vinculam esse fenómeno à expansão de fundos de índices que dependem dos preços no final da sessão.

 

As opções apresentadas pelo LSE para horários de negociação mais curtos são:


8:30 - 15:30, horário de Londres

8:30 - 16:00

9:00 - 16:00

9:00 - 16:30

 

É uma grande alteração face ao que acontecia há duas décadas, quando os europeus esticaram as horas de trabalho para acompanhar os mercados nos EUA e na Ásia. O LSE disse na terça-feira que perder qualquer uma dessas horas sobrepostas pode ser um problema para traders focados nesses mercados. A empresa também salienta que para qualquer alteração ser eficaz, será necessário uma abordagem coordenada por todas as grandes bolsas europeias.

 

No entanto, o LSE também nota o "amplo apoio do mercado" por um dia de negociação mais curto e disse que a liquidez estaria mais concentrada em menos horas.

 

Galina Dimitrova, diretora de investimentos e mercados de capitais da Investment Association, aprovou a consulta do LSE.

 

"Precisamos acabar com a cultura das longas horas de trabalho, que é prejudicial à diversidade e à saúde mental e ineficiente para os mercados", disse.

PUB

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.

DeGiro

Marketing Automation certified by E-GOI