Trading Farfetch dispara 35% com forte aumento das receitas

Farfetch dispara 35% com forte aumento das receitas

As ações da empresa luso-britânica estão a disparar na bolsa de Nova Iorque, depois de cinco sessões de fortes perdas que as levaram para um mínimo histórico.
Farfetch dispara 35% com forte aumento das receitas
Reuters
Rita Faria Carla Pedro 15 de novembro de 2019 às 14:59

A Farfetch está a registar uma forte subida na bolsa de Nova Iorque, com os investidores a "aplaudirem" o crescimento acentuado das receitas registado no terceiro trimestre deste ano.

As ações da luso-britânica disparam 35,70% para 10,15 dólares, depois de cinco sessões consecutivas de fortes quedas, que tiraram quase 19% ao valor dos títulos e os levaram para a tocar no valor mais baixo de sempre (7,43 dólares).

Esta evolução das ações acontece depois de a empresa liderada pelo português José Neves ter anunciado ontem que as receitas dispararam 90% no período entre julho e setembro, para 255,5 milhões de dólares, enquanto o valor bruto das mercadorias – que é o valor dos produtos vendidos na plataforma – subiu 59% para 492 milhões de dólares, quando a Farfetch projetava um crescimento entre 30% e 35%.

 

Apesar disso, os prejuízos da plataforma agravaram-se para 85,4 milhões de dólares, o que compara com os 77,2 milhões de prejuízos no período homólogo de 2018.

O fundador da Farfetch congratulou-se com os resultados. "Estou muito satisfeito com o nosso progresso contínuo na criação da plataforma global para o luxo. Tivemos um terceiro trimestre fantástico, superando as nossas expectativas, e continuámos a captar quota de mercado a um ritmo acelerado".

 

"Com 1,8 mil milhões de volume bruto de mercadoria e 1,9 milhões de consumidores ativos nos últimos 12 meses, a Farfetch está firmemente estabelecida como a principal player online no mercado dos produtos de luxo", sublinhou.

 

Apesar da forte subida desta sexta-feira, os títulos da empresa ainda estão muito longe do valor do IPO (20 dólares), em setembro de 2018, e dos máximos históricos alcançados em março (31,5 dólares), especialmente devido ao tombo registado no passado trimestre, um reflexo dos receios dos investidores quanto à sua rentabilidade e após o anúncio da aquisição do New Guards Group por 675 milhões de dólares.

 

A New Guards é uma plataforma que ajuda a lançar designers em início de carreira e marcas de moda incipientes. Tratou-se da terceira grande aquisição da Farfetch este ano, depois da Stadium Goods e da TopLife, recorda a Bloomberg.


(Notícia atualizada às 15:05)

PUB

Conheça mais sobre as soluções de trading online da DeGiro.

DeGiro

Marketing Automation certified by E-GOI