Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UBS: Investidores mais ricos antecipam uma grande queda nas ações em 2020

Mais de metade dos investidores com mais de 1 milhão de dólares em ativos acredita que vai existir um "sell-off" significativo antes de 2020 terminar. As eleições nos EUA e a guerra com a China figuram entre os maiores receios.

reuters
Negócios com Bloomberg 12 de Novembro de 2019 às 11:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

A maioria dos investidores mais ricos espera uma queda profunda nos mercados acionistas antes do final do próximo ano terminar e, em média, 25% dos seus ativos estão atualmente em dinheiro, de acordo com o estudo da UBS Global Wealth Managment, que entrevistou 3.400 investidores em todo o mundo.

O conflito entre os EUA e a China é o receio geopolítico mais acentuado, enquanto que as eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para 2020, poderão ameaçar de forma significativa as carteiras de ativos.

"A mudança rápida do ambiente geopolítico é o maior receio para os investidores em todo o mundo", disse Paula Polito, representante da organização que elaborou o relatório, num comunicado divulgado pela Bloomberg.

A grande maioria dos inquiridos disseram que a volatilidade irá, provavelmente, aumentar, e mais de metade dos investidores consideram que vai existir um "sell-off" significativo antes de 2020 terminar. O inquérito concluiu também que 62% dos investidores pretendem diversificar os seus investimentos na maior palete de ativos disponíveis. 80% dos inquiridos espera um aumento da volatilidade no próximo ano. 

O estudo foi realizado entre agosto e outubro e teve como participantes os investidores com pelo menos 1 milhão de dólares investidos em ativos.

Apesar das fortes preocupações a curto prazo, os investidores estão mais confiantes com o futuro a longo prazo e mostraram-se muito otimistas com o retorno dado pelos seus investimentos na próxima década.

Ver comentários
Saber mais UBS Global Wealth Managment investimentos ativos investidores guerra comercial eleições EUA confiança
Mais lidas
Outras Notícias