Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Universidade de Oxford emite dívida a 100 anos

Os mercados financeiros estão a ganhar um papel cada vez mais relevante no financiamento do Ensino Superior no Reino Unido.

6º - Universidade de Oxford, Reino Unido
Mariana Adam marianaadam@negocios.pt 30 de Novembro de 2017 às 15:07

A Universidade de Oxford foi aos mercados levantar 250 milhões de libras ( 284 milhões de euros) e tenciona pagar aos investidores num prazo de 100 anos, um sinal de que os mercados financeiros estão a ganhar um papel cada vez mais relevante no financiamento do Ensino Superior no Reino Unido, escreve o Financial Times.

Esta tendência entre as universidades britânicas cresceu após o aumento das propinas e uma queda nos níveis de financiamento do governo nos últimos anos, mas esta operação da Universidade de Oxford é a emissão com a maturidade mais longa e só é possível depois da Moody’s ter elevado o rating da instituição. A agência de rating concedeu o mais alto grau de investimento (o "triplo A") a Oxford equiparando-a à rival britânica Cambridge e a instituições norte-americanas como Harvard e Stanford.

A JP Morgan foi o banco contratado para esta operação, o que segundo analistas pode atrair fundos de pensões e instituições similares que procuram um investimento estável e de longo prazo.

Em 2016, os estabelecimentos de ensino do Reino Unido financiaram-se em valores recorde aproveitando as baixas taxas de juros e a alta procura dos investidores. O Guardian recorda que a Universidade de Cambrige emitiu 350 milhões de euros em 2012, verba que ajudou a financiar um programa de investimento, incluindo a construção de um novo pólo universitário, estreando-se neste tipo de financiamento.

Saber mais trading Universidade de Oxford Harvard Moody’s Oxford Cambridge Stanford Morgan Reino Unido Guardian Universidade de Cambrige
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio