Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Enyaq iV: o primeiro SUV elétrico da Skoda

A Skoda acaba de lançar no mercado nacional o seu primeiro SUV elétrico. Batizado Enyaq iV, o novo modelo é proposto em três versões – 50, 60 e 80 –, três tamanhos de bateria, cinco níveis de potência (148 a 308 cv), tração traseira ou integral e preços a partir dos 35.813 euros. A autonomia vai dos 355 aos 537 km.

Adriano Oliveira aoliveira@netcabo.pt 18 de Maio de 2021 às 18:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Baseado na plataforma modular para veículos elétricos (MEB) do Grupo Volkswagen e fabricado na principal unidade da marca na República Checa, o SUV elétrico Skoda Enyaq iV está, a partir de hoje, à venda no nosso país.

Este é o primeiro passo da Skoda no caminho da mobilidade elétrica. A marca estima lançar até ao final deste ano mais 10 modelos elétricos ou híbridos recarregáveis. Estes novos modelos deverão representar até 2025 um quarto do seu volume de vendas.

Dimensões compactas e muito semelhantes às do seu ‘irmão’ de gama Kodiaq, o novo Enyak iV é mais largo 6 cm, mas tem menos 5 cm no comprimento, para um total de 4,649 m. A altura também é ligeiramente menor.

Com capacidade para cinco pessoas e 585 litros de espaço de bagagem, que podem crescer até aos 1.710 litros com os bancos rebatidos, o novo modelo da Skoda caracteriza-se exteriomente por alguns traços estilísticos exclusivos que evidenciam uma evolução no ‘design’ da marca, como é o caso da nova grelha dianteira fechada.

Esta grelha estará disponível mais tarde, opcionalmente, com iluminação por 131 LED criando um visual, segundo a Skoda, ‘fascinante’. Designada ‘Crystal Face’, a futura grelha de luz pode ser combinada com a função Coming/Leaving Home, para produzir um efeito único. Na traseira, o destaque vai para os indicadores com função de luz progressiva.

No interior, há novas seleções de ‘design’ que substituem os níveis de acabamento clássicos, enquanto uma estrutura clara e novas opções disponíveis – dez pacotes temáticos e outros individuais - apontam para possibilidades de configuração simples e rápida.

O painel de bordo apresenta um ecrã central de 13 polegadas e um ‘head-up display’ que inclui realidade aumentada, bem como estacionamento controlado remotamente através da aplicação MySKODA. O carregamento de baterias e o ar condicionado também podem ser controlados remotamente, através da app SKODA Connect.

 

Seguro e confortável

Ao volante, o Enyaq iV oferece uma condução segura, precisa e muito confortável. Estão disponíveis seis modos (Eco, Eco+, Conforto, Normal, Desportivo e Individual) que permitem não só controlar a resposta do veículo ao acelerador, mas também o binário disponível, a velocidade máxima e a intensidade do ar condicionado.


Em matéria de segurança, o Enyaq iV propõe uma vasta lista de sistemas de última geração que alertam o condutor sobre potenciais colisões em várias situações, e até ajudam ativamente a evitá-las ou a minimizar as suas consequências.


Numa primeira fase de lançamento, o Enyaq iV é proposto com três diferentes capacidades de bateria de iões de lítio (55 kWh, 62 kWh e 82 kWh), com potências de 148 cv, 180 cv e 204 cv. A autonomia varia entre os 355 e os 537 km (WLTP), consoante a versão, e a velocidade máxima atingida vai até aos 160 km/h.


A capacidade de carregamento rápido vai até 125 kW. A bateria de 82 kWh, por exemplo, pode ser carregada a 80 por cento em apenas 38 minutos, em potentes postos de carregamento DC.


Posteriormente, a gama será enriquecida com versões de tração integral – 80x iV e RS iV – e potências de 195 kW (265 cv) e 225 kW (306 cv).


No mercado nacional, os preços das três versões do Enyaq iV são os seguintes: 50 - a partir de 35.813 euros; 60 – a partir de 39.840 euros; 80 – a partir de 46.440 euros.

 

 

Destaque

 

Enyaq: a origem do nome

Enyaq. O ‘Q’ no final do nome é um elemento comum a todos os SUV da Skoda (Kodiaq, Karoq, Kamiq), mas contrariamente à de estes modelos Enyaq não é uma palavra em Inucticute (um dialeto falado na região da Gronelândia). Enya tem origem no gaélico ‘Eithne’, o nome de uma princesa que na mitologia celta tinha poderes superdivinos.


É também o nome de uma cantora irlandesa que teve grande sucesso no final dos anos 80. Ficou conhecida pelo seu som único, caracterizado por camadas de voz, melodias folk, cenários sintetizados e reverberações etéreas.

Ver comentários
Saber mais Enyaq iV Grupo Volkswagen SUV automóvel Skoda elétrico
Outras Notícias