Weekend José Manuel Costa: O cinema é uma forma incrivelmente poderosa de percebermos uma época e uma civilização
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

José Manuel Costa: O cinema é uma forma incrivelmente poderosa de percebermos uma época e uma civilização

José Manuel Costa iniciou o seu segundo mandato como diretor da Cinemateca no início do ano. A vida do historiador de cinema mistura-se com esta “casa” das imagens em movimento, que está a terminar agora as comemorações dos 70 anos. Começou a trabalhar na Cinemateca em 1975, quando tinha 20 anos. Ainda se cruzou com o fundador, Manuel Félix Ribeiro. José Manuel Costa acredita que o cinema é um espelho do mundo. E, recentemente, sentiu-se incomodado com o que esse espelho lhe revelou quando foi, durante vários dias, ver os filmes que passavam nas salas comerciais. “Há qualquer coisa nas relações humanas que achei que o cinema me estava a traduzir, e que denota um mal-estar coletivo”.
José Manuel Costa: O cinema é uma forma incrivelmente poderosa de percebermos uma época e uma civilização
Miguel Baltazar

Lembra-se do seu primeiro dia de trabalho na Cinemateca, em 1975?

)

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI