Automóveis Porsche Cayenne: Colheita “premium”

Porsche Cayenne: Colheita “premium”

Em 15 anos de existência, o Cayenne venceu e convenceu os mais cépticos e até os mais puristas da marca. E, se dúvidas houvesse, a 3ª geração encarrega-se de o provar, porque está melhor em tudo.
Adriano Oliveira 24 de fevereiro de 2018 às 16:00
Características

119.770€

Porsche Cayenne S

Motor: dianteiro, 6 cilindros em V, 24 válvulas, gasolina, biturbo, 'start/stop'.
Cilindrada: 2.894 cc.
Potência máx.: 440 cv (5.700-6.600 rpm).
Binário máx.: 550 Nm (1.800-5.500 rpm).
Velocidade máx.: 265 km/h.
Aceleração máx.: (0-100 km/h): 5,2 s.
Tracção: total 4x4.
Transmissão: automática Tiptronic S de 8 velocidades.
Consumos homologados (litros aos 100 km):
11,8 (urbano);
8,4 (extra-urbano);
9,4 (misto).
Emissões CO2: 213 g/km.

Outras versões:
Cayenne (340 cv) - 101.772€
Cayenne Turbo (550 cv) - 188.582€


Nova plataforma, transmissão e sistema de travagem revistos, motores a gasolina mais potentes e eficientes e muitas novidades no plano tecnológico, com a adopção de sofisticados sistemas de controlo e ajudas à condução: a 3.ª geração do Cayenne está mais desportiva e apurada do que nunca. Uma grande colheita que "degustámos" na região do Douro!

O novo modelo distingue-se claramente do seu antecessor nos mais variados aspectos, a começar, desde logo, no desenho interior e exterior. Num caso como noutro, há pormenores que contribuem para uma imagem mais elegante e desportiva, que transparece das suas linhas mais refinadas. Se a frente parece transmitir maior poder, na traseira, com os grupos ópticos redesenhados, sobressai a toda a largura a fina linha de luz que une os farolins de um lado ao outro, a exemplo do que sucede com os modelos mais recentes da marca.

No interior faz-se sentir a influência do Panamera, tanto em termos de tecnologia como de conforto, sobressaindo, por exemplo, a disposição da consola e o túnel central, com os ecrãs tácteis integrados. De salientar igualmente as melhorias na habitabilidade, já que com a nova plataforma as dimensões sofreram um ligeiro aumento de 63 mm no comprimento e 23 mm na largura, contra menos 9 mm na altura. Estas alterações beneficiaram também a bagageira, agora com um volume entre 770 e 1.710 litros.

Mas é sob o capot que se escondem as maiores virtudes da terceira geração Cayenne, cujo comportamento ao volante não deixa de surpreender por ser capaz de rodar com toda a suavidade em auto-estrada e mostrar grande agilidade em estradas muito sinuosas, sem que em momento algum se sinta que se está ir para além dos limites. Apesar das suas duas toneladas de peso, o Cayenne flui por entre curvas e contracurvas com a desenvoltura de um desportivo, mercê, por um lado, dos potentes motores a gasolina que o equipam e, por outro, fruto da sofisticada tecnologia electrónica que contribui e corrige alguns dos exageros que possam ser cometidos na condução, ou devido às condições menos boas do piso.

Mecanicamente, e para já, o novo Porsche Cayenne está disponível em três opções, sendo que a menos potente, e também mais acessível, vem equipada com o V6 Turbo de 3.0 litros, com 340 cv. Segue-se a versão intermédia Cayenne S, que traz montado o V6 Biturbo de 2.9 litros, com 440 cv, e o topo de gama Cayenne Turbo com o V8 Biturbo de 550 cv. Todos têm associada caixa automática Tiptronic S de oito velocidades.


Destaques

Lançado em Dezembro de 2012, actualizado em 2010, o Cayenne celebra 15 anos com esta 3.ª geração.

Travão aerodinâmico

O Cayenne Turbo dispõe de um "spoiler" retráctil na traseira que actua em função da velocidade e pode funcionar como travão aerodinâmico numa travagem de emergência, com abertura máxima de 80 mm. Na posição Eco, o "spoiler" fica fechado até aos 160 km/h, abrindo 20 mm a partir daí.

Híbrido e diesel mais tarde

Numa fase inicial, a gama Cayenne contempla apenas versões com motores turbo a gasolina, estando prevista para mais tarde a introdução da motorização turbodiesel a que se seguirá, também, uma versão híbrida, como já acontecia com a geração anterior e com outros modelos da marca.





A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub