Weekend Rui Lopes Graça: “O sentimento de posse dá-nos uma falsa sensação de segurança”
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Rui Lopes Graça: “O sentimento de posse dá-nos uma falsa sensação de segurança”

Rui Lopes Graça começou a trabalhar na CNB com um primeiro contrato e o sonho de ser bailarino aos 21 anos. Nem deu conta do tempo passar nem dos anos sobre o corpo nem de deixar o palco, porque começou a coreografar. A peça “Annette, Adele, e Lee”, o segundo espetáculo que o coreógrafo faz com o artista plástico João Penalva, está no Teatro Camões até 19 de maio.
Rui Lopes Graça: “O sentimento de posse dá-nos uma falsa sensação de segurança”
Sérgio Lemos
Susana Moreira Marques 17 de maio de 2019 às 14:45

"Annette, Adele, e Lee" são três pessoas que dançam sapateado. A peça, no Teatro Camões, pela Companhia Nacional de Bailado (CNB), até 19 de maio, não é sobre elas nem sobre personagens possí

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI