Política Armando Vara: “Campos e Cunha chamou-me porque queria mexer na Caixa”

Armando Vara: “Campos e Cunha chamou-me porque queria mexer na Caixa”

Em declarações ao i, o antigo administrador do banco público dá a sua versão dos factos que ocorreram num encontro com Campos e Cunha, ministro das Finanças de Sócrates.
Armando Vara: “Campos e Cunha chamou-me porque queria mexer na Caixa”
Pedro Aperta
Negócios 16 de janeiro de 2017 às 10:31

Armando Vara contou a sua versão do que tinha acontecido num almoço com o ex-ministro das Finanças, Campos e Cunha, depois deste ter descrito o encontro na comissão parlamentar de inquérito ao banco público, negando que fosse um convite para a administração (a Vara) e referindo mesmo que pagou a refeição do seu bolso e rasgou a factura à frente do convidado.


Mas Vara, que diz não se lembrar do detalhe da factura, tem recordações diferentes. "Lembro-me bem do almoço, ele não disse a verdade no Parlamento", salientando mesmo que "é óbvio que a razão pela qual me chamou era porque estava a pensar mexer na Caixa Geral de Depósitos". Vara acabaria por chegar à Caixa durante o mandato de Teixeira dos Santos, que substituiu Campos e Cunha.  


O antigo secretário de Estado de Guterres revelou ainda que nesse almoço o então ministro das Finanças estava mais preocupado com a aprovação de uma lei que "impedia que as pessoas acumulassem as reformas com os ordenados e ele estava nervosíssimo. Estava preocupado com isso, até porque a mulher o estava a pressionar".


Além disso, segundo as declarações de Vara ao i, "senti-o desestabilizado porque tinha escrito um texto sobre a sustentabilidade dos investimentos públicos e achava que havia uma conspiração na comunicação social sobre ele porque estava tudo a criticá-lo". Vara criticou Campos e Cunha, salientando que "aquilo foi um absurdo e acho que nem ficou bem a um ex-ministro das Finanças ter dito que foi almoçar com uma pessoa, que pagou do bolso dele e que rasgou a factura para não ficar nada registado".


Armando Vara disse ainda que Campos e Cunha tinha intenção de levar a cabo mudanças na Caixa. "A certa altura falou-se da Caixa, ele perguntou-me como estavam as coisas no banco [Vara era director nesta altura], disse-me que gostava de ouvir a minha opinião, porque estava a pensar mudar a governance e criar uma holding". O então ministro terá ainda pedido a Vara para fazer "um paper com ideias que pudessem ser relevantes para o futuro da instituição. Mas como dez dias depois já não era ministro, não cheguei sequer a enviar".


O ex-secretário de Estado de Guterres disse também ao i que estava disponível para ir ao Parlamento esclarecer a questão. 


A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado matita42 16.01.2017

E natural que as indicações de J. Sócrates, substituir V. Martins por Campos Ferreira e Vara não fossem ignoradas, afiunal Campos e Cunha era apenas ministro das Finanças do governo de J. Sócrates e essa orientação evidenciou-se porque imediatamente a seguir, no 1º ou primeiros dias de Teixeira dos Santos, essa substituição foi efectuada.
O que deixa muitas dúvidas são as declarações de T. Santos ao afirmar que não foi pressionado por Sócrates para fazer estas alterações, se isso fosse verdade seria uma coincidência maior que a lotaria, como poderia ele ter acertado nos mesmos nomes que já vinham sendo apontados?

comentários mais recentes
AMLG 07.02.2017

Mas serem responsabilizados pelo dinheiro que nos roubam é que está de gesso. É tudo a sacudir a água do capote em especial agora o PS .... sabe-se lá porquê é que o resto da esquerdalha apoia (também devem ter mamado!).

pertinaz 16.01.2017

OS GATUNOS ORGANIZAM-SE RAPIDAMENTE

Domingos 16.01.2017

Consta are que o Vara recusou uma caixa de robalos para deixar Campos e Cunha mexer na administração da CGD...

jorge 16.01.2017

Andam estes artistas a roubar os contribuintes durante 42 anos e ningue'm e' condenado . Bem tinha razao o Doutor Marcelo Caetano . " Veremos agarrados ao poder Analfabetos ,Meninos Mimados ,Escroques de toda a Espe'cie que na qual nao serviriam para Criados de Quartos e no entanto chegaram a deputa

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub