Economia Costa responde a Schäuble e afirma só dar atenção a alemães que conhecem Portugal

Costa responde a Schäuble e afirma só dar atenção a alemães que conhecem Portugal

O primeiro-ministro reagiu às críticas feitas pelo ministro das Finanças alemão ao Governo português, dizendo só dar atenção ao que dizem os alemães que conhecem Portugal, sabem do que falam e não se inspiram no preconceito.
Costa responde a Schäuble e afirma só dar atenção a alemães que conhecem Portugal
bloomberg
Lusa 27 de Outubro de 2016 às 21:20

Confrontado com declarações proferidas pelo ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, na quarta-feira, segundo as quais Portugal estava no bom caminho económico-financeiro até mudar de Governo, o primeiro-ministro alegou que não deu muita atenção a essas palavras.

 

"Dou sobretudo atenção aos alemães que conhecem Portugal e, por isso, sabem do que falam", declarou, afirmando mais à frente que "o preconceito é muito pouco inspirador para se falar com tino", declarou esta quinta-feira, 27 de Outubro.

 

António Costa falava aos jornalistas no final de uma cerimónia de homenagem ao antigo vereador da Câmara Municipal de Lisboa e ex-dirigente democrata-cristão Pedro Feist na União das Associações de Comércio e Serviços, na qual também esteve presente a presidente do CDS-PP, Assunção Cristas.

 

Perante os jornalistas, António Costa disse dar "muita importância à Volkswagen, que decidiu manter a sua fábrica em Portugal e lançou um novo modelo a partir de Palmela".

 

"Mas também dou muita atenção à Bosch, que fez este ano um grande investimento em investigação com a Universidade do Minho, e dou ainda muita importância à Continental, outra grande empresa alemã que lançou uma nova unidade fabril para passar a produzir em Portugal uma nova gama de pneus destinada a máquinas agrícolas. Esses são os alemães a quem eu dou atenção: Os alemães que conhecem Portugal, investem, produzem e criam riqueza em Portugal", contrapôs.

 

Numa nova nota crítica indirecta a Wolfgang Schäuble, Costa disse que esses alemães que investem e conhecem Portugal "sabem do que falam". "A esses alemães dou muita importância. Quanto aos outros, naturalmente a opinião é livre e cada um segue o seu critério. Eu só costumo falar sobre aquilo que sei e nunca falo sobre outros países sobre os quais não sei nada com base em preconceitos", acrescentou.




A sua opinião46
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Montrond Há 6 dias

"Costa responde a Schäuble: Dou sobretudo atenção aos alemães que conhecem Portugal"... Como sempre, António Costa esteve à altura da situação com que se deparou. Mas acho que devia ir um pouco mais longe. Aqui fica uma sugestão: Que tal declarar Schäuble "persona non grata"?

comentários mais recentes
Antonio Há 3 horas

O comentário mais votado é demonstrativo que a salvação de Portugal terá de passar pela escolarização das pessoas! Só assim o povo deixará de seguir os vendedores da banha da cobra e os treteiros! até lá resta-nos mais bancarrotas! venham elas, que quando vêm são para todos!

Grande Costa Há 5 horas

Essa foi de Homen Costa pois a muito que este demente do Schäube, deviam meter nos eixos.Que pensa este deficiente, na deve de ser tema de conversa. Eles nunca ajudam ninguem. Eles Vivem nos sugado o tutano, com juros e mais juros, que nem vamos conseguir pagar.

Anónimo Há 1 dia

Este comentario do Costa de certeza que foi por indicação da Catarina, assim como Passos Coelho obedecia à Mercolina o Costa obedece cegamente à Catrina, caso contrario vai para a RUA.

antonio Há 2 dias

o comentário do ministro Tuga sobre a pena de morte na Guiné equatorial, é claro que para a Esquerdalhada ignorante, o comentário do nosso MNE não é uma ingerência nos assuntos de um país soberano! ingerência só acontece se for o Schauble a falar de Portugal! kakakak, afinal eles são pretos, né?

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub