Mundo Espanha, França, Alemanha e Itália com mais dias de férias no mundo

Espanha, França, Alemanha e Itália com mais dias de férias no mundo

Segundo o estudo Vacation Deprivation 2016, há quatro países europeus entre os que mais oferecem, em todo o mundo, dias de férias aos seus trabalhadores: são 30 dias por ano.
Espanha, França, Alemanha e Itália com mais dias de férias no mundo
José Miguel Rodrigues/Correio da Manhã
Negócios 09 de Dezembro de 2016 às 16:34

Espanha, França, Alemanha, Itália, Emirados Árabes Unidos e Brasil são os países que, de acordo com o estudo, têm mais dias de descanso anual, com 30 dias de férias por ano, conclui a Expedia, no seu estudo intitulado Vacation Deprivation 2016.

 

Estes são, assim, os seis países que mais férias dão, quando a média mundial é de 25 dias e a média europeia é de 26 dias.

 

No fundo da lista encontra-se a China, com 14 dias de férias por ano, cita o jornal espanhol Expansión. A mesma fonte indica que, na Europa, os irlandeses são os que dispõem de menos dias de férias, com 21 dias por ano.

 

Na Coreia do Sul, onde os trabalhadores têm direito a 15 dias de férias por ano, são apenas aproveitados oito dias para descansar, fazendo do país aquele onde os trabalhadores aproveitam menos as férias que têm à disposição. Segue-se o Japão, onde se aproveitam 10 dos 20 dias de férias.

 

Do lado dos países com maior período de férias, a discrepância entre dias de descanso oferecidos e os dias efectivamente tirados para férias é menor, sendo que apenas em Itália e na Alemanha os trabalhadores não aproveitam a totalidade dos 30 dias de férias disponíveis, com 25 e 28 dias de férias tirados, respectivamente.

 

No total dos países inquiridos, 50% dos adultos empregados sentem-se privados de férias, com 64% de indivíduos a admitirem que merecem mais dias de férias do que aqueles que têm. Espanha e Emirados Árabes Unidos – apesar de darem 30 dias de férias por ano – são os países com maior percentagem de indivíduos que se sentem privados de férias (68% dos inquiridos); segue-se a Malásia, com 67%, onde se tiram 12 dias de férias.

 

Relativamente ao balanço entre o tempo de férias e o tempo em trabalho, França e Alemanha apresentam valores mais próximos do equilíbrio, com 33% de tempo ocupado em férias e 67% em trabalho. Pelo contrário, os sul-coreanos passam 8% do seu tempo de férias, em contraposição com 92% do tempo em trabalho.

 

O estudo aponta também os sentimentos posteriores a um período de férias. A maioria dos inquiridos salienta que depois das férias se sente "menos stressado e mais descansado" e "mais feliz" (90% e 89%, respectivamente). O estudo refere ainda que 87% dos indivíduos se sente mais saudável após as férias.

 

A Expedia avança ainda que 87% dos adultos empregados estariam dispostos a sacrifícios em troca de mais dias de férias. Os inquiridos abdicariam mais facilmente de álcool (47%) e redes sociais (40%) em troca de mais dias de férias.

 

Portugal, que não consta do estudo, encontra-se abaixo das médias mundial e europeia, com 22 dias por ano, sublinhava no início do ano o relatório sobre trabalho e emprego da Comissão Europeia.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

A informação do jornalismo português não passa de desinformação! Será que estes jornalistas tem a 4.ª classe! Duvido!! Cada vez tenho mais vergonha deste povo da treta! Ver comentário anterior.

Anónimo Há 1 semana

Em Portugal são 22 UTEIS mas aqui nos Emiratos são 30 de CALENDARIO e trabalha-se aos sábados!
Quando compararem também os ordenados não se esqueçam que são 14 em Portugal e 11 na maior parte do mundo (sim, não se recebe quando se está de férias, não há ajudas de custo nem subsidio de refeição).

Anónimo Há 1 semana

Que é que esta noticia a mim me interessa? Até podiam deixar de trabalhar, que não me faz diferença nenhuma

pub