Economia Grécia distribui 1,4 mil milhões de euros de dividendo social

Grécia distribui 1,4 mil milhões de euros de dividendo social

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, anunciou que, este ano, o governo vai distribuir ajuda de emergência aos mais desfavorecidos no valor de 1,4 mil milhões de euros.
Grécia distribui 1,4 mil milhões de euros de dividendo social
Reuters
Carla Pedro 14 de novembro de 2017 às 01:41

Este ano, o governo helénico vai distribuir um dividendo social de 1,4 mil milhões de euros, anunciou na segunda-feira, 13 de Novembro, o primeiro-ministro Alexis Tsipras, citado pela Bloomberg.

 

O valor será atribuído a título de ajuda de emergência aos cidadãos com rendimentos mais baixos e mais do que duplica o montante do ano passado. Isto porque o Executivo de Tsipras está convicto de que irá superar em 2017 as suas metas orçamentais.

De acordo com Tsipras, que anunciou este pacote na ERT-TV, o montante de 1,4 mil milhões de euros inclui 720 milhões em ajuda de emergência livre de impostos a atribuir a 3,4 milhões de pessoas, sendo que a prioridade serão os desempregados.

 

A distribuição será feita com base no rendimento, posse de imóveis e estado civil. 

Na passada sexta-feira, 10 de Novembro, a agência de rating canadiana Dominion Bond Rating Service (DBRS) manteve a dívida soberana grega em CCC (alto), que corresponde ao sétimo nível da categoria de investimento especulativo, o chamado lixo. No entanto, elevou a perspectiva ("outlook") para a evolução da dívida helénica, de ‘estável’ para ‘positiva’.

 

A perspectiva positiva reflecte a convicção da DBRS de que o actual programa de apoio financeiro à Grécia diminuiu o aperto da liquidez do sector financeiro e de que a economia regressou ao crescimento. "As melhorias nas rubricas ‘desempenho e estrutura económica’, ‘medidas de acção política e gestão orçamental’ e ‘contexto político’ da avaliação foram os factores-chave para uma mudança do ‘outlook’, sublinhou.

Também o governo de Tsipras está optimista, razão pela qual mais do que duplicou o montante do dividendo social.

A proposta do Orçamento para 2018 apresentada pelo Executivo helénico antecipa um excedente primário de 2,2% do PIB em 2017, superando assim a meta de 1,75%.

A legislação referente à autorização para distribuir a ajuda social será levada ao Parlamento no final desta semana, refere a Bloomberg. Quem tiver direito a receber essa assistência, deverá ter o dinheiro em mãos em finais de Dezembro.



(notícia actualizada à 01:50)




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
o GRANDE OLHARAC : o guru do BCP Há 1 semana




ATÉ ao fim deste ano 2017 a PHAROL vai - se aproximar dos 0.10 ao passo que o MILENIUM BCP vai - se aproximar dos 0.50