Zona Euro Grécia repõe 13º mês aos pensionistas que recebem até 850 euros mensais

Grécia repõe 13º mês aos pensionistas que recebem até 850 euros mensais

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, anunciou hoje medidas para devolver rendimentos aos pensionistas e ajudar as ilhas afectadas pela crise dos refugiados, em dia de greve geral na Grécia.   
Grécia repõe 13º mês aos pensionistas que recebem até 850 euros mensais
Reuters
Negócios 08 de Dezembro de 2016 às 22:16

Numa mensagem televisiva, o primeiro-ministro, do partido de esquerda Syriza, anunciou a reposição do 13.º mês, para os 1,6 milhões de beneficiários de pensões abaixo dos 850 euros mensais, que havia sido suprimido aquando da adopção de medidas de austeridade com vista a reduzir as despesas do Estado.

 

O governante anunciou também que vai adiar "enquanto durar a crise dos refugiados" o aumento do IVA, acordado com os credores - Comissão Europeia (CE), Banco Central Europeu (BCE), Mecanismo Europeu de Estabilidade e Fundo Monetário Internacional (FMI) -, nas ilhas do Egeu oriental, onde estão actualmente mais de 16.000 migrantes e refugiados.

 

As medidas anunciadas hoje terão um custo de 617 milhões de euros, estimou Tsipras, em dia de greve geral contra o reforço da austeridade, enquanto o Governo representantes dos credores negoceiam uma reforma laboral crucial para concluir a avaliação do pacote de resgate do país, com pontos de vista totalmente opostos.

 

O Governo quer restaurar os contratos colectivos de trabalho, eliminados em 2012 no âmbito do resgate da Grécia, e cujo restabelecimento foi uma das principais promessas eleitorais de Tsipras nas eleições de 2015.

 

A Grécia não aceita também as exigências dos credores de liberalizar ainda mais os despedimentos colectivos e restringir o direito à greve.

 

As instituições credoras, por seu lado, rejeitam o restabelecimento dos contratos colectivos de trabalho até que termine o actual programa de resgate ao país.

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

A canhotada portuguesa lampeda fundida incluida sao dos que apoiam a reducao da divida grega,nem que para iso percam o que para la anda e ate dar mais caso seja preciso,em ptugal andam as turras por causa do salario minimo,e o radical fidalgo grego ja fala em jorrar dinheiro por tudo quanto e sitio

Anónimo Há 1 semana

SERIA BOM QUE O ATRASADO MENTAL DO PASSOS UM VERDADEIRO PSICOPATA PUSESSSE AQUI OS OLHOS PARA VER QUE APESAR DE ESQUERDALHO, O TSIPRAS TEM A NOÇÃO QUE DEVE DEVOLVER AQUILO QUE AO ESTADO NÃO PERTENCE O QUE NUNCA ACONTECERIA SE TU FOSSES GOVERNO. DEVIAS TER VERGONHA PELA TUA INCOMPETÊNCIA DESAPARECE!!

pub
pub
pub
pub