União Europeia Oficial: Carlos Moedas será Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação

Oficial: Carlos Moedas será Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação

O ainda secretário de Estado Adjunto ficará com a pasta da inovação e a responsabilidade de gerir 80 mil milhões de euros ao longo do seu mandato. A comissão Juncker terá sete vice-presidentes.
Oficial: Carlos Moedas será Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação
Nuno Aguiar 10 de setembro de 2014 às 11:29

Já é conhecida a distribuição oficial de pastas da Comissão Juncker. Carlos Moedas será Comissário Europeu para a Investigação, Ciência e Inovação e deverá responder directamente à vice-presidente Alenka Bratusek, que fica com a "União Energética".

 

A notícia tinha sido avançada pelo "Observador" esta manhã e é agora confirmada no "site" oficial da Comissão Europeia. Durante algumas semanas foi noticiado que o secretário de Estado Adjunto português ficará com uma pasta de "relevo", falando-se de ficar responsável pelo emprego. O "Observador" sublinha, contudo, que Moedas ficará responsável por gerir 80 mil milhões de euros ao longo do seu mandato.

 

A nova organização da Comissão Europeia mostra uma estrutura diferente da Comissão Barroso. O presidente Jean-Claude Juncker terá sete vice-presidentes, cada um deles com uma área específica para coordenar.

  

No organograma em cima pode ver a distribuição das pastas da Comissão Europeia. Uma estrutura mais hierarquizada, com mulheres a ocuparem três dos sete cargos de vice-presidente, que irão coordenar todos os comissários. A média de idade dos 28 comissários é 54 anos e dos sete vice-presidentes 49 anos. A Comissão Juncker inclui cinco antigos primeiros-ministros e quatro ex-vice-primeiro-ministros.

 

Na conferência de imprensa desta manhã, Juncker garantiu que os comissários que não são vice-presidentes não serão "comissários de segunda". No entanto, admitiu que será necessário o seu consenso para um tema específico entrar na agenda e que eles servirão como um filtro entre ele próprio e os restantes membros da Comissão.




A sua opinião57
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

Não deixa de ser caricato ser nomeado, para a investigação, ciencia e inovação, alguem que pertenceu a um governo que destruiu tudo isso. O que teria pensado Juncker quando o nomeou ???

comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana

Esquerdalhos todos a estrebuchar ....ahahah!!

jcgx Há 1 semana

Do mal o menos: seria caricato que esse tipo, o Moedas, fosse para a pasta do emprego e mais não sei o quê de que se falou.
Li uma notícia que, a ser verdade, mostrou a fibra do rapaz: li que o Moedas foi almoçar aí a um restaurante da moda nas docas e previamente tal restaurante foi escrutinado por uma equipa de polícias, foi criada uma zona tampão à volta da sua mesa e foi ancorado por uma equipa de guarda-costas. A ser verdade, vejam bem a alta conta em que a figurinha se tem: um autêntico napoleão. Está na linha do PR que manda reservar a praia só para ele.

Anónimo Há 1 semana

É nestas alturas que se faz a avaliação dum governo. Juncker é de direita, apesar disso deu a Portugal a pior pasta possivel. E porquê ???....porque não tem confiança no Moedas, atendendo á sua ligaação ao Goldman, um dos grandes responsaveis da crise que atravessamos. Assim po-lo de redea curta !!!....Ficou demonstrado que este governo não tem qualquer peso na UE.

Anónimo Há 1 semana

Apesar de todos os politicos do governo pretenderem branquear a pasta de Moedas, não o conseguem. Basta referir que Moedas não tem qualquer autonomia. tem que apresentar contas a 4 (quatro) vice presidentes....É muita fruta....Moedas tem que ficar... certinho...direitinho....desta vez não tem hipoteses de esquemas.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub