Emprego Parlez-vous français?

Parlez-vous français?

A Câmara do Comércio e Indústria Luso-Francesa (CCILF) vai organizar o seu 1º Fórum "Emprego em Portugal” em Fevereiro para divulgar as oportunidades de trabalho nas empresas francesas presentes em Portugal. O "alvo" são pessoas que falem francês.
Parlez-vous français?
Bruno Simão/Negócios
Filipa Lino 26 de janeiro de 2018 às 16:21

A Câmara do Comércio e Indústria Luso-Francesa (CCILF) vai organizar o seu 1º Fórum "Emprego em Portugal" em Fevereiro para divulgar as oportunidades de trabalho nas empresas francesas presentes em Portugal. 

O Fórum vai realizar-se no dia 27 de Fevereiro na Fundação Cupertino Miranda, no Porto e a 28 de Fevereiro no Olaias Park Hotel, em Lisboa. 

"A França é o segundo país que mais investe em Portugal", afirma Laurent Marionnet, director geral da CCIFL, "as empresas recrutaram muitos portugueses , estão a crescer e precisam de mais trabalhadores". 

No ano passado a Câmara reuniu representantes de 15 empresas que, no total, anunciaram precisar de preencher 12 mil vagas. Mas, sublinha aquele responsável, "esse número pode ter aumentado". 

"A maior dificuldade tem sido encontrar pessoas que dominem a língua francesa", refere Laurent Marionnet. Depois de uma reflexão com todas as grandes empresas francesas em Portugal foi decidido promover o francês nas universidades portuguesas, em associação com a Alliance Française. Essa iniciativa já vai no terceiro ano.   

O segundo problema apontado é a falta de qualificação técnica, sobretudo em sectores como as indústrias aeronáutica e automóvel. 

Para já a falta de mão-de-obra não travou qualquer investimento francês em Portugal, garante, "mas pode vir a ser um problema".

O director geral da CCIFL afirma que já está a acontecer um fenómeno. "Há um canibalismo entre as empresas para captar trabalhadores portugueses que falam francês". 

A necessidade destes trabalhadores é tão grande que a Câmara está já a pensar em formas de atrair emigrantes portugueses em França e luso-descendentes que queiram vir para Portugal. Mas, admite, "não é fácil por causa dos salários" que cá são muito inferiores. Em França o salário mínimo é 1500 euros. 








pub