Américas Tillerson renuncia a 180 milhões de dólares em acções para integrar administração Trump

Tillerson renuncia a 180 milhões de dólares em acções para integrar administração Trump

Tillerson poderá prescindir de cerca de 180 milhões de dólares (172 milhões de euros) em acções, valor que seria normalmente pago por ter integrado o quadro administrativo da Exxon Mobil.
Tillerson renuncia a 180 milhões de dólares em acções para integrar administração Trump
Reuters
Negócios 04 de janeiro de 2017 às 13:32

Na passada terça-feira, 3 de Janeiro, Rex Tillerson cancelou o acordo de pagamento de 2 milhões de acções da Exxon Mobil, avaliadas em cerca de 182 milhões de dólares, ao longo dos próximos 10 anos. O novo plano prevê a criação de um fundo de cerca de 179 milhões de dólares pagos em prestações àquele que poderá vir a ser o novo secretário de Estado.

 

Rex Tillerson pretende assim cortar relações financeiras com a Exxon Mobil, empresa onde até ao final de Dezembro acumulou as funções de presidente e director executivo.

 

Segundo o Financial Times, o pagamento poderá garantir que Tillerson não agirá de acordo com os interesses da multinacional de petróleo e gás enquanto desempenha o cargo ao serviço da administração Trump. No entanto, a Exxon Mobil pretende manter a sua política de pagamento a directores executivos para que estes se tornem investidores a longo prazo.

 

O valor certo do pagamento inicial dependeria dos preços das acções da Exxon Mobil aquando da decisão de Tillerson. O montante sofreria o corte de cerca de 3 milhões de dólares por valores de mercado, segundo pedido de entidades federais de ética. Rex Tillerson poderia comprar activos, mas seria proibido de investir o fundo na empresa que presidiu até ao final do ano passado.

 

O novo acordo prevê que Tillerson não volte a trabalhar para ExxonMobil durante os próximos 10 anos, mesmo quando cessar as suas actividades ao serviço do governo norte-americano.

 

Além do fundo, Tillerson venderá as suas cerca de 600.000 acções na Exxon, que negociavam a 90,89 dólares cada no fecho de Wall Street na passada terça-feira. O antigo CEO da companhia de petróleo e gás renunciará ainda a 4,1 milhões de dólares em bónus monetários, seguro médico e dentário e aconselhamento fiscal.

 

Tillerson confirmará a sua decisão sobre se aceita o cargo de secretariado de Estado a 11 de Janeiro.

 

O mesmo jornal refere que senadores republicanos como Marco Rubio e John McCain se mostraram preocupados com as relações entre Tillerson e Vladimir Putin.

 

No passado mês de Dezembro, Donald Trump confirmou que o CEO da Exxon Mobil faria parte da sua administração enquanto secretário de Estado. Nas palavras de Trump, Tillerson "vai ser um defensor poderoso e com uma visão clara dos vitais interesses da América, ajudando a reverter anos de política externa errada e acções que enfraqueceram a segurança nos Estados Unidos e no mundo".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 04.01.2017

Mas havera' em Portugal alguem que acredite nesta noticia ? eu acredito! Ha pessoas que sacrificam os seus interesses para servir a sua Patria; mas nao e' em Portugal!

comentários mais recentes
Anónimo 04.01.2017

Mas havera' em Portugal alguem que acredite nesta noticia ? eu acredito! Ha pessoas que sacrificam os seus interesses para servir a sua Patria; mas nao e' em Portugal!

Saber mais e Alertas
pub