Política Partidos têm património imobiliário no valor de 20 milhões

Partidos têm património imobiliário no valor de 20 milhões

O Movimento Revolução Branca (MRB) exigiu o fim da isenção de pagamento do imposto municipal sobre imóveis (IMI) ao Tribunal Administrativo de Lisboa, que aceitou o pedido. Segundo o “Público” o valor do património imobiliário dos cinco partidos com assento parlamentar supera os 20 milhões de euros.
Partidos têm património imobiliário no valor de 20 milhões
Miguel Baltazar
Negócios 09 de setembro de 2013 às 08:04

O MRB apresentou no Tribunal Administrativo de Lisboa um pedido para que a isenção dada aos partidos políticos no pagamento do IMI terminasse. O Tribunal deu razão à entidade. O Estado foi citado há dois dias para poder contestar a decisão, revela o “Público”.

 

O jornal adianta que são os cinco partidos com assento parlamentar (PSD, PS, CDS, PCP e Bloco de Esquerda) os que têm património, estando este avaliado em mais de 20 milhões de euros, segundo os dados que constam nas declarações obrigatórias enviadas para o Tribunal Constitucional.

 

De acordo com os dados relativos a 2012, dos cinco partidos é o PCP que tem mais património, estando este avaliado em 12,99 milhões de euros. O segundo partido é o PS, com um património avaliado em 7,7 milhões de euros, seguido pelo PSD, com pouco mais de seis milhões. O Bloco de Esquerda aparece em quarto, com um património de cerca de 1,5 milhões de euros e no final surge o CDS com 524 mil euros de património declarado. Segundo o “Público” todos os partidos registaram reduções no valor do património detido desde 2008.




A sua opinião23
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado JORGE 09.09.2013

EPA E EU A PENSAR QUE O PCP ERA O PARTIDO DOS POBRES?

comentários mais recentes
Rui Meireles 09.09.2013

Ainda o seguro tem a poucaa vergonha de dizer que havia miséria antes do 25 de Abril. Ñ havia era desvios destes nem ningém vivia acima das suas possibilidades à custa de cartões de plástico e avanços de ordenados.A riqueza pós 25 de Abril foi uma utopia que agora estamos todos a pagar até com as reformas cujos fundos fundos foram desviados para para pagar a falsa riqueza

pro laico 09.09.2013

E no maior património imobiliário do país que pertence ao Vaticano, ninguém mexe?
A maior parte destina-se a negócios bem rentáveis: lares, colégios, universidades, clinicas ...
Noutros vivem os nababos: bispos, arcebispos e talvez cónegos

Ninguém lhes toca !!!

nemo 09.09.2013

Onde arranjaram os partidos tanto dinheiro para comprar imóveis?

Jerónimo Alves Lourenço 09.09.2013

Uma vergonha, com gente a passar fome e esta gente a aumentar o património à custa do orçamento de estado. Viva a democracia.

ver mais comentários
pub