Banca & Finanças Lucros do JPMorgan sobem 7% à boleia do negócio de crédito

Lucros do JPMorgan sobem 7% à boleia do negócio de crédito

Apesar da subida em termos homólogos, o resultado líquido do banco norte-americano recuou em relação ao trimestre anterior: menos 4%. Acções reagem em queda antes da abertura do mercado.
Lucros do JPMorgan sobem 7% à boleia do negócio de crédito
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 12 de outubro de 2017 às 12:36

O lucro do banco norte-americano JPMorgan aumentou 7,1% no terceiro trimestre, a beneficiar do aumento de créditos e receita de juros, que compensaram a descida de ganhos com o negócio de "trading".


O resultado líquido aumentou para 6,73 mil milhões de dólares (5,67 mil milhões de euros à cotação actual). O valor corresponde a um lucro de 1,76 dólares por acção, acima dos 1,65 dólares que eram aguardados pelos analistas e dos 1,58 dólares do mesmo período de 2016.


Face ao trimestre anterior, os lucros apresentados esta quinta-feira, 12 de Outubro, cederam 4%, ou 297 milhões de dólares.


As receitas totalizaram 26,2 mil milhões de dólares, acima dos 25,5 mil milhões registados um ano antes. A facturação do negócio de banca de consumo subiu 6% para 12 mil milhões de dólares, enquanto o da banca de investimento e corporate caiu 9% para 8,59 mil milhões de dólares. A área de banca comercial viu as receitas subirem 15% para 2,146 milhões de dólares.

O valor arrecadado com operações relacionadas com instrumentos de rendimento fixo (obrigações) caiu 27%, "com receitas mais baixas em todos os produtos a serem condicionadas por uma baixa volatilidade e spreads de crédito mais constrangidos, comparando com um período muito forte no ano anterior," refere o comunicado do banco, numa referência aos resultados homólogos de 2016 que tinham sido beneficiados pelos efeitos do Brexit.

"[O banco] apresentou este trimestre resultados sólidos num ambientes competitivo, com crescimento com um crescimento constante transversal ao negócio," afirmou o CEO do banco, Jamie Dimon, numa nota à imprensa.


Os resultados do JPMorgan, o maior banco norte-americano em termos de activos sob gestão, dão o "pontapé de partida" informal para o arranque da época de resultados trimestrais nos EUA.


As acções do JPMorgan recuam 0,51% para 96,35 dólares no período de pre-market. Esta quinta-feira deverão ainda ser conhecidos os resultados de outro banco sediado nos EUA, o Citigroup.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub