Turismo & Lazer Casino Lisboa deu 367 milhões em prémios em 2017

Casino Lisboa deu 367 milhões em prémios em 2017

Em média, foi mais de um milhão de euros por dia em prémios só no casino que a Estoril-Sol tem em Lisboa. O balanço subirá com os outros dois casinos físicos e o jogo online.
Casino Lisboa deu 367 milhões em prémios em 2017
Bloomberg
Wilson Ledo 08 de janeiro de 2018 às 17:22

O Casino Lisboa atribuiu mais de 367 milhões de euros em prémios ao longo de 2017, transformando este num "novo recorde absoluto de prémios pagos num único ano".

O valor representa um aumento na ordem dos 33 milhões de euros, face aos quase 334 milhões de euros em prémios distribuídos em 2016.


Dezembro de 2017 afirmou-se como o segundo melhor mês de sempre no que respeita a prémios atribuídos pelo Casino desde a sua abertura, em Abril de 2006. Foram mais de 32 milhões que chegaram aos apostadores no mês de Natal.


"O Casino Lisboa proporcionou um ano inesquecível a muitos dos seus visitantes, tendo os seus modernos espaços de jogo distribuído, em média, mais de um milhão de euros por dia", reforçou a dona Estoril-Sol em comunicado esta segunda-feira, 8 de Janeiro.


Contactada, fonte oficial da Estoril-Sol diz ainda não ter disponíveis os mesmos indicadores para os outros casinos que constituem o grupo: o Casino Estoril e o Casino da Póvoa.


Fora da lista fica também o jogo online, que arrancou em Julho de 2016. Desde aí e até Julho de 2017, no balanço do primeiro ano, a Estoril-Sol referia prémios online na ordem dos 400 milhões de euros.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub